Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 66 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sexta-feira, 3 de março de 2017

Cine Dica: Programação da Cinemateca Paulo Amorim - 02 a 08/03/2017

SEGUNDA-FEIRA NÃO HÁ SESSÕES


SALA 1 / PAULO AMORIM
 
15h30 e 19h30 – EU NÃO SOU SEU NEGRO
(I Am Not Your Negro - EUA/França/Bélgica, 2016, 95min). Documentário de Raoul Peck, com Samuel Jackson. Imovision, 12 anos.
Sinopse: Indicado ao Oscar de melhor documentário, o filme parte de escritos deixados por James Baldwin para refletir sobre momentos cruciais do racismo e intolerância nos Estados Unidos, incluindo os assassinatos de Medgar Evers, Malcolm X e Martin Luther King Jr., os três principais líderes negros da década de 1960. O longa combina imagens jornalística da época e atuais, entrevistas de Baldwin e a narração de Samuel L. Jackson.

17h15 – BELOS SONHOS
(Fai Bei Sogni - Itália/França, 2016, 130min). Direção de Marco Bellocchio, com Valerio Mastandrea, Bérénice Bejo, Guido Caprino, Barbara Ronchi. Mares Filmes, 14 anos. Drama.
Sinopse: O filme segue quatro décadas na vida do jornalista  Massimo - e também da história da Itália, cenário do longa-metragem. A trama acompanha o protagonista na sua infância, quando precisa conviver com a morte repentina da mãe, e na idade adulta, ao lidar com as alegrias e frustrações do cotidiano. Como em todos os filmes do italiano Marco Bellocchio, as questões religiosas e políticas também marcam esta história, baseada no romance autobiográfico homônimo de Massimo Gramellini.
 
SALA 2/ EDUARDO HIRTZ
 15h – EU, DANIEL BLAKE
(I, Daniel Blake - Reino Unido-França-Bélgica, 100min, 2016). Direção de Ken Loach, com Dave Johns, Hayley Squires, Dylan McKiernan. Imovision, 12 anos. Drama.
Sinopse: O diretor Ken Loach ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes com mais este drama social, um tema recorrente em sua trajetória. O filme acompanha a saga de um carpinteiro britânico de 59 anos que fica impossibilitado de trabalhar por causa de problemas no coração. Depois de um período afastado, Blake precisa seguir recebendo os benefícios do governo - mas tudo fica mais complicado pelo fato de ele não usar a internet. Durante seu périplo para vencer as burocracias, ele conhece Katie, a mãe solteira de duas crianças que também não tem condições financeiras para se manter.
  
16h45 e 19h – O APARTAMENTO
(Forushande – Irã/França, 2017, 123min). Direção de Asghar Farhadi, com  Shahab Hosseini e Rana Taraneh Alidoosti. Pandora Filmes, 14 anos. Drama.

Sinopse: Emad e Rana são casados e vivem em Teerã, onde participam de um grupo de teatro amador. Por conta de um problema estrutural no prédio onde moram, eles aceitam a oferta para viver no apartamento de um amigo – sem saber que, antes, a locatária era uma garota de programa. Ao mesmo tempo em que enfrentam os contratempos da nova vida, o casal ensaia a peça “A Morte do Caixeiro Viajante”, do norte-americano Arthur Miller. O longa foi um dos cinco indicados ao Oscar de melhor filme estrangeiro – o diretor Asghar Farhadi já conquistou este prêmio em 2012, com “A Separação”.


SALA 3 / NORBERTO LUBISCO
 
15h15 e 19h15 – EU, OLGA HEPNAROVÁ
( Já, Olga Hepnarová - República Tcheca/Polônia/ Eslováquia/França, 105min, 2016). Direção de Tomás Weinreb e Petr Kazda, com Michalina Olszanska, Martin Pechlat, Klara Meliskova. Supo Mungam Filmes, 16 anos. Drama.

Sinopse: A jovem Olga Hepnarová carrega uma marca dolorosa: ela foi a última mulher a ser executada na Tchecoslováquia, nos anos 1970. Sua condenação foi pelo atropelamento de oito pessoas, quando tinha apenas 22 anos. O filme, todo em preto e branco, se dedica a contar a história de Olga, que cresceu em uma família conservadora, era lésbica e jamais conseguiu se adequar ao meio em que vivia.

17h15 – REDEMOINHO
(Brasil, 2017, 100min). Direção de José Villamarim, com Irandhir Santos, Julio Andrade, Cássia Kiss, Dira Paes. Vitrine Filmes, 14 anos. Drama.

Sinopse: Luzimar e Gildo são amigos de infância que se reencontram depois de muitos anos. Eles cresceram juntos em Cataguases, interior de Minas Gerais, e Luzimar nunca saiu da cidade. Gildo foi morar em São Paulo e acredita que se tornou um homem mais bem sucedido. Neste reencontro, eles mergulham em boas lembranças mas precisam, também, acertar as contas com o passado.
--
Nossas  redes sociais:

Nenhum comentário: