Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 57 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros e musica erudita mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Constantine ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

Carregando...

sexta-feira, 29 de abril de 2016

Cine Dica: CINEMATECA CAPITÓLIO RECEBE MOSTRA APTC 2016

Entre os dias 3 e 11 de maio, a Cinemateca Capitólio recebe a Mostra APTC 2016, evento que comemora os 31 anos da Associação Profissional dos Técnicos Cinematográficos do Rio Grande do Sul. A mostra reúne um panorama das três últimas décadas do cinema produzido no Estado, com a exibição de 20 longas e 50 curtas-metragens. O evento acontece em três cinemas do Centro da capital, com sessões no CineBancários, na Sala Eduardo Hirtz da Casa de Cultura Mario Quintana, e na Cinemateca Capitólio. A atividade tem curadoria da Associação de Críticos de Cinema do RS (ACCIRS). A entrada é franca.

Na Cinemateca Capitólio, serão exibidos filmes importantes da história do cinema realizado no Rio Grande do Sul como Anahy de las Misiones (1997), de Sergio Silva, Tolerância (2000), de Carlos Gerbase e Houve uma Vez Dois Verões (2002), de Jorge Furtado, entre outros. No domingo, 08 de maio, acontece uma sessão de O Cárcere e a Rua comentada pela diretora Liliana Sulzbach.

"A intenção desta Mostra APTC 2016 é mostrar a diversidade da produção gaúcha nestes 31 anos de existência da entidade, contemplando um audiovisual que está em transformação, principalmente nestes últimos dez anos, com a produção em formatos digitais", explica o atual presidente da entidade, Davi de Oliveira Pinheiro.

A Cinemateca Capitólio é um equipamento da Secretaria da Cultura de Porto Alegre. O projeto de restauração e de ocupação da Cinemateca Capitólio foi patrocinado pela Petrobras, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES e Ministério da Cultura. O projeto também contou com recursos da Prefeitura de Porto Alegre, proprietária do prédio, e realização da Fundação CinemaRS – FUNDACINE.

FILMES

Anahy de las Misiones
Ficção, 1997, 110 minutos
Direção: Sergio Silva
Sinopse: 1839, interior do Rio Grande do Sul. Anahy (Araci Esteves) é uma mulher forte dos pampas, mãe de quatro filhos, todos de pais diferentes. Carregando uma carroça, ela luta para sobreviver em plena Revolução Farroupilha. Indiferente às paixões políticas, seu objetivo é sobreviver mascateando com caramurus (defensores do Império) e farrapos (revolucionários) o que consegue pilhar dos mortos nos combates.

Antes que o Mundo Acabe
Ficção, 2009, 100 minutos
Direção: Ana Luiza Azevedo
Sinopse: Daniel é um adolescente crescendo em seu pequeno mundo com problemas que lhe parecem insolúveis: como lidar com uma namorada que não sabe o que quer, como ajudar um amigo que está sendo acusado de roubo e como sair da pequena cidade onde vive. Tudo começa a mudar quando ele recebe uma carta do pai que ele nunca conheceu. Em meio a todas essas questões, ele será chamado a realizar suas  primeiras escolhas adultas e descobrir que o mundo é muito maior do que ele pensa.

Extremo Sul
Documentário, 2005,  92 minutos
Direção: Monica Schmiedt e Sylvestre Campe
Sinopse: Atraídos pelo desafio e pelo desconhecido, um grupo de cinco alpinistas sul-americanos planeja uma expedição para escalar o Monte Sarmiento, uma montanha de difícil acesso situada na Terra do Fogo. Uma equipe de cinema viaja junto com eles para documentar a escalada. Porém, afetados pelo isolamento, pelo clima severo e pela visão dos assustadores paredões de gelo, o grupo se depara com novos e inesperados obstáculos que mudam radicalmente o rumo da expedição e do filme. Antes de encarar a montanha, alpinistas e cineastas precisarão enfrentar seus próprios medos e rancores. Os diretores Monica Schmiedt (Antártida, O último Continente) e Sylvestre Campe (Ascent of the Lhotse Shar) não desciam as câmeras e registram uma trama densa de superações e impotências. Cheio de belas imagens, Extremo Sul é um corajoso documentário em que o cinema de aventura e o drama psicológico se fundem numa história implacavelmente real, na qual os mistérios da natureza e da alma humana têm papel igualmente decisivo.

Houve uma vez dois verões
Ficção, 2002, 75 minutos
Direção: Jorge Furtado
Sinopse: Chico, adolescente em férias na "maior e pior praia do mundo", encontra Roza num fliperama e se apaixona. Transam na primeira noite, mas ela some. Ao lado de seu amigo Juca, Chico procura Roza pela praia, em vão. Só mais tarde, já de volta a Porto Alegre e às aulas de química orgânica, é que ele vai reencontrá-la. Chico quer conversar sobre "aquela noite", mas Roza conta que está grávida. Até o próximo verão, ela ainda vai entrar e sair muitas vezes da vida dele.

O Cárcere e a Rua
Documentário, 2004, 80 minutos
Direção: Liliana Sulzbach
Sinopse: Cláudia, presidiária mais antiga e respeitada da Penitenciária Madre Pelletier, deve deixar o cárcere em breve. Assim como Betânia, que vai para o regime semi-aberto, e ao contrário de Daniela, que recém chegou na prisão e aguarda julgamento. Enquanto Daniela busca proteção na cadeia, Cláudia e Betânia vão enfrentar as incertezas de quem volta para a rua.

O Mentiroso
Ficção, 1988, 95 minutos
Direção: Werner Schünemann
Sinopse: Quatro pessoas caem na estrada, sem dinheiro e sem convicções. Fazem de uma pequena viagem de fim de semana o princípio das possibilidades de libertação. Uma desastrada discussão com a polícia rodoviária leva o grupo a ter certeza de estar sendo perseguido. De pequenos furtos para poderem comer, dormir e prosseguir viagem, os quatro acabam se envolvendo com mentirosos profissionais.

Tolerância
Ficção, 2000, 110 minutos
Direção: Carlos Gerbase
Sinopse: História de um casal que confronta suas civilizadas teorias sobre o sexo e a política com a realidade, descobrindo que nem o mundo, nem eles mesmos, ainda são suficientemente civilizados.

Curtas Programa 35mm - 81 minutos

Barbosa
Ficção, 1988, 13 min
Direção: Ana Luiza Azevedo e Jorge Furtado
Sinopse: Trinta e oito anos depois da Copa do Mundo de 1950, um homem volta no tempo a fim de impedir o gol que derrotou o Brasil, destruiu seus sonhos de infância e acabou com a carreira do goleiro Barbosa.

Sargento Garcia
Ficção, 2000, 16 minutos
Direção: Tutti Gregianin
Sinopse: Baseado no conto homônimo de Caio Fernando Abreu, narra o encontro de um jovem e um sargento na década de 70.

Deus é Pai
Animação, 1999, 4 minutos
Direção: Allan Sieber
Sinopse: Lançado com sucesso no Festival de Gramado de 1999, o curta é praticamente responsável pelo nascimento da Toscographics. As vozes foram gravadas em uma tarde no estúdio dos chapas Flu e Fornazzo e o filme levou quinze dias para ficar pronto. A primeira produção para o cinema feita seguindo os preceitos do DOGMA 1,99, manifesto lançado em 1999 e concebido por Allan Sieber e Fabio Zimbres. A voz do psicanalista do filme foi feita pela produtora Denise Garcia. No verão de 2000, o filme abriu as sessões brasileiras do longa “Dogma” de Kevin Smith.

Ilha das Flores
Doc/Fic, 1989, 14 minutos
Direção: Jorge Furtado
Sinopse: Um tomate é plantado, colhido, transportado e vendido num supermercado, mas apodrece e acaba no lixo. Acaba? Não. ILHA DAS FLORES segue-o até seu verdadeiro final, entre animais, lixo, mulheres e crianças. E então fica clara a diferença que existe entre tomates, porcos e seres humanos.

Três minutos
Ficção, 1999, 6 minutos
Direção: Ana Luiza Azevedo
Sinopse: Três minutos. O tempo de passar o bastão e correr 1600 metros. De cozinhar um ovo. O tempo de tomar uma decisão que pode mudar a sua vida, antes que caia a ficha.

Quintana dos 8 aos 80
Documentário, 1998, 18 minutos
Diretor: Antônio Carlos Textor
Sinopse: Obra que utiliza efeitos de computação gráfica e composições plásticas elaboradas sobre imagens de Mário Quintana, em narrativa de alto conteúdo poético.

Início do Fim
Ficção, 2005, 7 minutos
Direção: Gustavo Spolidoro
Sinopse: Um homem desiste.


GRADE DE PROGRAMAÇÃO
03 a 11 de maio de 2016

03/05
18h - Curtas - Programa 35mm
20h - O Mentiroso

04/05
18h - Tolerância
20h - Anahy de las Misiones

05/05
18h - Antes que o Mundo Acabe
20h - Extremo Sul

06/05
18h - Curtas - Programa 35mm
20h - Tolerância

07/05
18h – Concerto Capitólio
20h - Houve uma Vez Dois Verões

08/05
18h - O Cárcere e a Rua, com a presença da diretora Liliana Sulzbach
20h - Tolerância

10/05
18h - Anahy de las Misiones
20h - Antes que o Mundo Acabe

11/05
18h - O Mentiroso
20h - Extremo Su
l

quinta-feira, 28 de abril de 2016

Cine Dicas: Estreias do final de semana (28/04/16)



Capitão América: Guerra Civil

Sinopse: Capitão América (Chris Evans) lidera a nova equipe dos Vingadores em seus esforços para manter a humanidade em segurança. Depois que outro incidente internacional envolvendo os Vingadores causa danos consideráveis, o aumento da pressão política resulta na implementação de um sistema de responsabilidade e um conselho governamental para determinar quando pedir ajudar da equipe. O ato divide as opiniões, originando duas facções. Uma se alia ao Capitão América, que busca defender a humanidade sem a interferência do governo. Já a segunda é liderada pelo Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), que decide apoiar as decisões do governo, dando início a uma batalha entre ex-aliados.
 
Dois Rémi, Dois
Sinopse: Rémi Pardon (Pascal Cervo) já está com 30 anos e ainda não conseguiu se estabilizar na carreira. Sua vida pessoal então, é um desastre. Ele não consegue emplacar um namoro. Para piorar, surge na vida de Rémi um sósia, muito diferente, e o homem passa a questionar quem ele realmente é.


Eu Sou Carlos Imperial

Sinopse: Documentário conta a história de uma figura lendária da cultura brasileira, o multifacetado Carlos Imperial. Ele era um mulherengo e cafajeste convicto, foi diretor e ator, criou programas de TV, compôs canções como “Vem Quente que Eu Estou Fervendo” e “Mamãe Passou Açúcar em Mim”. Além disso ele é responsável por lançar grandes nomes da música brasileira, como Roberto Carlos, Elis Regina e Tim Maia.


O Dono do Jogo
Sinopse: Cinebiografia conta a história do mito do xadrez americano, Bobby Fischer (Tobey Maguire). Ele já era popular aos 15 anos e ganhou o apelido Grande Mestre. Sua carreira ficou marcada pela “Batalha da Guerra Fria”, em 1972, em que venceu o campeão russo Boris Spassky (Liev Schreiber).


O Que Eu Fiz Para Merecer Isso?

Sinopse: Michel compra um álbum de jazz e decide passar uma tarde tranquila em sua casa, ouvindo música. Mas nada vai sair conforme planejado: sua mãe liga para ele sem parar, uma festa no prédio traz uma porção de inconvenientes, um vizinho vem avisar sobre um vazamento, o filho aparece sem ter avisado, e a esposa decide fazer uma revelação bombástica.





   Me sigam no Facebook, twitter e Google+