Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do CENA UM (tendo já 32 certificados),sou uma pessoa fanatica pelo cinema, HQ, Livros e musica erudita mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Constantine ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

sábado, 19 de abril de 2014

Cine Dica: Em Cartaz: Crônica do Fim do Mundo


Sinopse Pablo, um senhor de 70 anos, perdeu a esposa há cerca de 20 anos, durante uma explosão em Bogotá, e quase não sai mais de casa. Seu filho, Felipe, acaba de ter um bebê e sofre para cuidar da sua relação com a esposa. A vida dessa família vai ser afetada pela aproximação do fim do mundo, que segundo o calendário Maia ocorrerá em dezembro de 2012.

Divertido e emocionante longa sobre personagens,  em que suas vidas  pessoais estão prestes (aparentemente) a cair. O alardeado apocalipse de 2012 fica por aqui em segundo plano, para então explorar o lado desesperado e imprevisível dos personagens com relação ao juízo final, sendo que o roteiro se concentra principalmente nos personagens  principais que são o  pai e filho. Pablo (Victor Hugo Morant), um professor aposentado, não sai de casa há três décadas, desde a morte de sua esposa na explosão de uma bomba em Bogotá. Já seu o filho, Felipe (Jimmy Vasquéz), se divide entre os cuidados com o pai e a atenção à sua esposa e filho. 
Isolado em casa e com imensa tristeza, enquanto aguarda pelo apocalipse, Pablo vê o mundo através do olhar do filho, que filma pelo celular seu passeio pelas ruas. Insatisfeito com tudo, o ex-professor aproveita a atmosfera apocalíptica  para se vingar com palavras pelo telefone. Através de ligações telefônicas para pessoas de seu passado, Pablo empreende um acerto final – e, diga-se de passagem, desaforado – de contas.
Isso acaba rendendo os momentos mais divertidos do longa, principalmente quando ele acaba ligando para alguém que o ameaça de morte e fazendo ele ficar paranoico. Felipe por sua vez está em crise tanto profissional quando matrimonial, e encara sua existência com abatimento e temor. Um filme de pouco custo,  passado quase sempre nas mesmas locações e com raras externas, o longa realiza  realiza uma ótima analise psicológica com relação aos personagens. 
Seu roteiro sincero combina elementos que suscitam conflitos e trazem ritmo, garantindo assim o interesse do espectador durante a projeção.“Crônica do Fim do Mundo” agrada por sua abordagem sensível e interessante da desilusão e do desamparo na vida contemporânea. 

Me sigam no Facebook, twitter e Google+

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Cine Dicas: Estreias do final de semana (17/04/14)

Alabama Monroe

Sinopse: Elise (Veerle Baetens) e Didier (Johan Heldenbergh) se apaixonam à primeira vista. Ele é um músico romântico e ela a realista dona de um estúdio de tatuagem. Apesar das diferenças, o relacionamento dá certo e eles têm uma filha, Maybelle (Nell Cattrysse). Aos seis anos a menina fica gravemente doente e a família se desestabiliza.


Divergente

Sinopse: Em uma Chicago futurista onde as pessoas estão divididas em cinco facções com base em suas personalidades uma adolescente descobre que ela é divergente - uma pessoa que não se encaixa em qualquer uma das facções - e logo descobre segredos em sua sociedade aparentemente perfeita.


O Filho de Deus

Sinopse: Este filme conta a história de Jesus como uma grande aventura épica seguindo de maneira fiel as passagens da Bíblia.


Copa de Elite

Sinopse: Jorge Capitão é um destemido e individualista Capitão do BOP e um ídolo brasileiro. Porém após salvar o maior craque argentino de um sequestro às vésperas da Copa do Mundo ele acaba virando o inimigo público número 1 do Brasil. Expulso da corporação e desacreditado ele terá que aprender a trabalhar em equipe para evitar um atentado contra o Papa na final do torneio. Para isso ele conta com a ajuda de uma seleção de craques como a empresária de sex shop Bia Alpinistinha um médium que fará a ponte com o além e de sua mãe que é uma peça. 


Marina

Sinopse: Itália 1948. O jovem Rocco cresce na Calábria até que um dia seu pai Salvatore decide ir para a Bélgica onde luta para ganhar dinheiro trabalhando numa mina de carvão. Logo ele manda buscar a família. Do dia para a noite Rocco vira um imigrante e tem que lidar com a nova situação. Rocco quer ser como os outros jovens quer tornar-se alguém e ter um propósito na vida. Contra a vontade de seu pai ele encontra um escape na música e no amor. Baseado nas memórias de infância do cantor ítalo-belga Rocco Granata. 


Julio Sumiu


Sinopse: Edna acorda no meio da noite e se desespera ao saber que seu caçula Julio desapareceu sem deixar vestígios. Preocupada com a falta de ação da polícia ela sobe o morro para conversar com o traficante Tião Demônio que estaria mantendo seu filho refém. No meio de um tiroteio Edna se vê obrigada a levar para casa sacolas cheias de drogas. Com a ajuda de Sílvio o filho mais velho ela transforma o apartamento em uma boca para pagar o resgate de Julio. Em meio a muitas confusões e reviravoltas uma dona de casa conservadora muda sua vida e seus princípios tentando salvar a família.



Me sigam no Facebook, twitter e Google+

Cine Dica: Em Blu-Ray e DVD: O LOBO DE WALL STREET


Leiam a minha critica já publicada clicando aqui   

Me sigam no Facebook, twitter e Google+

quarta-feira, 16 de abril de 2014

Cine Curiosidade: PENSAMENTO BLADE RUNNER


"Você será requisitado a fazer coisas erradas não importa para onde vá. É a condição básica da vida, ser obrigado a violar a própria identidade. Em algum momento, toda criatura vivente deve fazer isso. É a sombra derradeira, o defeito da criação; é a maldição em curso, a maldição que alimenta toda vida. Em todo lugar do universo."

- Trecho de 'Androides Sonham Com Ovelhas Elétricas?', livro de Philip K. Dick que inspirou o filme 'Blade Runner'


Me sigam no Facebook, twitter e Google+

Cine Dica: Em DVD: TATUAGEM



Leia a minha critica já publicada clicando aqui. 


Me sigam no Facebook, twitter e Google+

terça-feira, 15 de abril de 2014

Cine Dica: Em Cartaz: Hoje Eu Quero Voltar Sozinho


Sinopse: Leonardo (Guilherme Lobo), um adolescente cego, tenta lidar com a mãe super protetora ao mesmo tempo em que busca sua independência. Quando Gabriel (Fabio Audi) chega na cidade, novos sentimentos começam a surgir em Leonardo, fazendo com que ele descubra mais sobre si mesmo e sua sexualidade. 

A adolescência é um período bem complicado da vida de um ser humano, pois a pessoa nessa época vive cheio de conflitos internos e sem saber qual o caminho irá escolher para se seguir em frente. Por vezes, se não consegue um amigo(a) fiel em tempos nebulosos, periga ficar ainda mais perdido na estrada da vida. Hoje Eu Quero Voltar Sozinho é mais ou menos isso: a busca de sua identidade propia e o caminho certo para se trilhar e caminhar em frente. 
Baseado no curta do mesmo nome, o diretor  Daniel Ribeiro cria um um simples conto sobre o amor e amizade de três adolescentes, que de uma simples amizade, gradualmente se descobre que cada um guarda um sentimento especial um pelo outro. Salto a vista, Leonardo (Guilherme Lobo)  é o principal foco da trama, que além de ser cego, começa a se questionar qual o seu lugar no mundo e começa a pensar em ter uma nova vida em outro lugar. Ao mesmo tempo se desperta nele sentimentos ainda desconhecidos pelo seu amigo Gabriel (Fabio Audi) e que ao mesmo tempo acaba meio que abalando a sua amizade que tem por Giovana (Tess Amorim).
Embora com a temática gay inserida na trama, não espere algo forte como foi visto em outros filmes recentes, mas sim uma relação homossexual que se aflora de uma maneira delicada, ingenua e muito bem arquitetada pelas lentes do cineasta. Mesmo com o preconceito, tanto da opção sexual, como da cegueira do personagem estejam presentes, nada soa forte demais e que gere o principal foco da trama, mas sim sobre como ficará a relação dos três após cada um decidir botar para fora as dores e sentimentos  que estão sentindo. 
Esse filme brasileiro segue a nova onda de filmes adolescentes atualmente, em que as tramas não caem num verdadeiro besteirol como foi visto na década passada. Como a adolescência é uma época cheia de duvidas e escolhas que precisa se tomar, os roteiristas estão cada vez mais se dando conta disso e criando então historias como essa, cada vez mais criativas e que fazem com que o jovem contemporâneo se identifique rapidamente com elas. Não me surpreenderia então, se o cinema nacional cada vez mais investisse nisso, independente do retorno financeiro ou não, mas sim algo de bom que tenha a dizer para esses jovens de hoje em dia. 
Embora um pouco longo em alguns momentos, mas nada que se prejudique, Hoje Eu Quero Voltar Sozinho é uma pequena grata surpresa do nosso cinema nacional, provando que a vida adolescente não se vive da comedia e que tem muito mais a dizer do que se pode imaginar. 

Me sigam no Facebook, twitter e Google+

Cine Dica: Na Neblina estreia na Sala P. F. Gastal

SALA P. F GASTAL LANÇA O FILME BIELO-RUSSO NA NEBLINA


A partir de terça-feira, 15 de abril, o filme bielo-russo Na Neblina, dirigido por Sergei Loznitsa, vencedor do prêmio da crítica no Festival de Cannes de 2012, entra em cartaz na Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (3º andar). A exibição é em 35mm. Os documentários Memórias de Xangai, de Jia Zhang-ke, e Revelando Sebastião Salgado, de Betse de Paula, seguem na programação.

Em 1942, a região da Bielorrússia está ocupada pelas tropas alemãs nazistas. Quando um trem repleto de alemães sai dos trilhos, gerando diversas mortes, quatro trabalhadores ferroviários são acusados de sabotagem. Três deles são enforcados, exceto um, liberado pelos líderes nazistas. Sem saber o porquê de sua liberação, este homem passa a viver um calvário, sendo rejeitado pelos amigos e familiares, que o consideram um colaborador do regime inimigo.

Também autor de Minha Felicidade, narrativa forte sobre a espiral de violência que absorve a população de seu país, Sergei Loznitsa é um dos nomes mais aclamados do cinema realizado na região russa atualmente. Sobre Na Neblina, afirmou à crítica do jornal O Globo que “o romance do protagonista é a história de um homem diante de um dilema moral. É um conto sobre o preço a ser pago para preservar a dignidade humana. Essa situação poderia se passar em qualquer tempo, país, regime. Por isso é tão poderosa”.  


NA NEBLINA
(V tumane, 2012, 127 minutos)
Alemanha/Rússia/Holanda/Bielorrússia/Letônia
Direção: Sergei Loznitsa
Elenco: Vladimir Svirskiy, Vladislav Abashin, Sergei Kolesov, Nikita Peremotovs


GRADE DE HORÁRIOS
15 a 20 de abril de 2014



15 de abril (terça)

15:00 – Revelando Sebastião Salgado
17:00 – Memórias de Xangai
19:00 – Na Neblina

16 de abril (quarta)

15:00 – Revelando Sebastião Salgado
17:00 – Memórias de Xangai
19:00 – Na Neblina

17 de abril (quinta)

15:00 – Revelando Sebastião Salgado
17:00 – Memórias de Xangai
19:00 – Na Neblina

18 de abril (sexta)

15:00 – Revelando Sebastião Salgado
17:00 – Memórias de Xangai
19:00 – Na Neblina

19 de abril (sábado)

15:00 – Revelando Sebastião Salgado
17:00 – Memórias de Xangai
19:00 – Na Neblina

20 de abril (domingo)

15:00 – Revelando Sebastião Salgado
17:00 – Memórias de Xangai
19:00 – Na Neblina

Me sigam no Facebook, twitter e Google+