Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 23 de abril de 2019

Cine Especial: 'O Cinema Metanarrativo de Jafar Panahi - Parte 1'


Nos dias 27 e 28 de Abril eu estarei participando do curso "O Cinema Metanarrativo de Jafar Panahi", criado pelo Cine Um e ministrado pelo Jornalista e Mestre em Letras Pedro Garcia. Enquanto os dias da atividade não chegam vamos relembrar as principais obras desse cineasta que resiste perante a um governo ditatorial.  

'O Balão Branco' (1995)

Sinopse: Em 21 de março, Ano Novo no Irã, a menina Razieh, sonha comprar um peixe dourado para as comemorações da data, repetindo uma antiga tradição do país. Com a ajuda do irmão, ela convence a mãe a dar seus últimos tostões para a compra do peixe.

Este maravilhoso filme, traz ao nosso coração a imagem de uma criança que não desiste de seu propósito, apesar de todas as dificuldades que encontra em seu longo caminho. Sem aceitar o "não" dos adultos persistente, mesmo quando ignorada e rejeitada - e até lubridiada - ela supera as lágrimas... fazendo de sua fragilidade, a sua força incansável. Para a menina, desistir é inaceitável! Protagonistas deste filme, premiado internacionalmente: Ainda Mohammad Khani e Mohsen Khalifi. Destaques: direção, roteiro, interpretação da protagonista e fotografia: temas e personagens e o silêncio que fala, grita expressa o sofrimento profundo e solitário. Obra prima absoluta.

'O Espelho' (1997)

Sinopse: O filme conta a história de uma garotinha que, esquecida pela mãe na escola, tenta encontrar o caminho de sua casa.

"O Espelho", a linha narrativa  acompanha aflição da menina Mina (Mina Mohammad Khai) que ao sair da escola descobre que a mãe não foi lhe buscar. Angustiada, tenta ligar para casa, procura informações com adultos, até que perde a paciência e decidir tomar um ônibus. Lá pelo meio do filme, depois de vários percalços, Mina toma uma decisão que muda todo o desenrolar dramático do filme.
Mas,  surpreendemente, quem toma a decisão não é ‘Mina’ a protagonista, e sim ‘Mina’ a atriz. Daí por diante o longa vira uma espécie de documentário involuntário de si próprio; de seu fracasso enquanto um filme de ficção. O próprio Jafar Panahi, seu câmera, figurantes, o operador de som e outros técnicos surgem na tela interagindo com Mina, a atriz.
Como discípulo aplicado de Kiarostami que foi, Panahi faz aqui um registro ‘velado’ do quem vem a ser ‘fazer um filme’. 

'O Circulo' (2000)

Sinopse: Várias mulheres se esforçam para funcionar na sociedade opressiva e sexista do Irã contemporâneo.

"O Circulo" se deve principalmente à forma  como a trama é contada. Porém, não apenas a trama, mas sim as tramas. O ponto inicial da pequena janela se amarra a vários outros, todos envolvendo mulheres em situações de muita tensão. Há a jovem que foge da polícia, a jovem grávida expulsa de casa, a mãe em pura angustia. Não são, como tem acontecido no cinema dos demais países, histórias que se interligam, mas sim que se fecham num grande círculo de eventos Uma estrutura circular que exibe com clareza o painel de denúncias apresentados na tela e do qual todos podem sim se identificar. 

Mais informações sobre o curso cliquem aqui. 

Me sigam no Facebook,  twitter, Linkedlin e Instagram.  

Nenhum comentário: