Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 10 de abril de 2019

Cine Dica: Cine Dica: PREMIADO EM CANNES, CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS ESTREIA NO CINEBANCÁRIOS DIA 18 DE ABRIL

PREMIADO EM CANNES, CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS ESTREIA NO CINEBANCÁRIOS NAS SESSÕES DAS 15H E 19H A PARTIR DE 18 DE ABRIL

SINOPSE: Ihjãc é um jovem da etnia Krahô, que mora na aldeia Pedra Branca, em Tocantins. Após a morte do pai, ele recusa-se a se tornar xamã e foge para a cidade. Longe de seu povo e da própria cultura, Ihjãc enfrenta as dificuldades de ser um indígena no Brasil contemporâneo. Prêmio Especial do Júri na Mostra Un Certain Regard, do Festival de Cannes.


FICHA TÉCNICA
Com: Henrique Ihjãc Krahô, Raene Kôtô Krahô e os habitantes da aldeia Pedra Branca – Terra Indígena Krahô Direção: João Salaviza, Renée Nader Messora Produção: João Salaviza, Renée Nader Messora, Ricardo Alves Jr., Thiago Macêdo Correia, Karõ Filmes, Entrefilmes, Material Bruto Imagem: Renée Nader Messora Montagem: João Salaviza, Renée Nader Messora, Edgar Feldman Desenho de som: Pablo Lamar Mixagem: Ariel Henrique Som direto: Vitor Aratanha Direção de produção: Isabella Nader Distribuição Brasil Embaúba Filmes World première – Mostra Un Certain Regard – Festival de Cannes 2018 (Prêmio Especial do Júri)

SOBRE O FILME
O filme fez sua estreia mundial na última edição do Festival de Cannes, onde ganhou o Prêmio Especial do Júri da mostra Un Certain Regard. Rodado ao longo de nove meses na aldeia Pedra Branca (Terra Indígena Krahô, no Tocantins), em negativo 16mm, o filme acompanha Ihjãc, um jovem Krahô, que após um encontro com o espírito do seu falecido pai, se vê obrigado a realizar sua festa de fim de luto. Rejeitando seu dever e com o objetivo de escapar do processo de se transformar em xamã, ele foge para a cidade, onde enfrentará a realidade de ser um indígena no Brasil contemporâneo. As filmagens foram precedidas por uma longa relação de Renée com o povo Krahô, que se iniciou em 2009. Desde então, a diretora (também fotógrafa do filme) trabalha com a comunidade, participando na mobilização do coletivo de cinegrafistas indígenas Mentuwajê Guardiões da Cultura. O trabalho do grupo é focado na utilização do audiovisual como instrumento para a autodeterminação e o fortalecimento da identidade cultural. Em 2014, João Salaviza conheceu os Krahô e, juntos durante longas estadias na aldeia, começaram a imaginar o que viria a ser o filme.

PRINCIPAIS FESTIVAIS E PRÊMIOS
Cannes Int. Film Festival (Prêmio Especial do Júri - Un Certain Regard) Mar del Plata Int. Film Festival (Prêmio Especial do Júri) Festival do Rio (Melhor Direção / Melhor Fotografia) Lima Film Festival (Melhor Filme / Melhor Fotografia) La Orquidea Film Festival (Melhor Primeira Obra) Minsk Int. Film Festival Listapad (Melhor Filme) Panorama Internacional Coisa de Cinema (Prémio IndieLisboa) Fidocs Int. Documentary Festival Santiago Chile (Menção Especial do Júri) London BFI Film Festival Munich Int. Film Festival Viennale Int. Film Festival Torino Film Festival Vancouver Int. Film Festival Santa Barbara Int. Film Festival Film Fest Gent Lincoln Center Neighboring Scenes New Horizons Int. Film Festival Mostra Internacional de Cinema de São Paulo Göteborg Film Festival Gijón Int. Film Festival Marrakech Int. Film Festival Havana Film Festival Athens Film Festival Istambul Film Festival Cork Film Festival Belgrade Auteur Film Festival Festival Márgenes Forumdoc Belo Horizonte Cine Esquema Novo Praga Febiofest Festival Int. Pachamama Cinema de Fronteira Festival Int. Pontevedra Novos Cinemas Joburg Film Festival Wales One World Film Festival Semana de Cine Portugués Buenos Aires Frames Festival Estocolmo

SOBRE OS DIRETORES
RENÉE NADER MESSORA Nascida em São Paulo, em 1979. Formada em Direção de Fotografia pela Universidad del Cine, em Buenos Aires. Por 15 anos, trabalhou como assistente de direção no Brasil, Argentina e Portugal. Em 2009, Renée Nader Messora conheceu os Krahô e, desde então, ela trabalha com a comunidade, contribuindo na organização de um coletivo de jovens cinegrafistas. O foco do trabalho do grupo Mentuwajê Guardiões da Cultural é usar as ferramentas audiovisuais para o fortalecimento da identidade cultural e a autodeterminação da comunidade. CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS é seu primeiro longa-metragem
JOÃO SALAVIZA Nascido em Lisboa em 1984. Formado na ESTC, em Lisboa, e na Universidad del Cine, em Buenos Aires. Seu primeiro longa-metragem, MONTANHA, teve estreia mundial na Semana da Crítica do Festival de Veneza, em 2015. Veio na sequência de uma trilogia de curtas formada por RAFA (Berlinale Golden Bear 2012), ARENA (Palme d’Or no Festival de Cannes 2009) e CERRO NEGRO (Rotterdam em 2012). Recentemente voltou ao Festival de Berlim com os curtas ALTAS CIDADES DE OSSADAS e RUSSA (co-dirigido com Ricardo Alves Jr). CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS, co-dirigido com Renée Nader Messora, é seu segundo longa-metragem.

HORÁRIOS CINEBANCÁRIOS DE 18 a 24 DE ABRIL:
(não há sessões nas segundas-feiras)

Dia 18 de abril:
15h - CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS
17h - LOS SILENCIOS + curta: Kairo
19h - CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS

Dia 19 de abril:
15h - CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS
17h - LOS SILENCIOS + curta: Kairo
19h - CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS

Dia 20 de abril:
15h - CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS
17h - LOS SILENCIOS + curta: Kairo
19h - CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS

Dia 21 de abril:
15h - CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS
17h - LOS SILENCIOS + curta: Kairo
19h - CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS

Dia 23 de abril:
15h - CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS
17h - LOS SILENCIOS + curta: Kairo
19h - CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS

Dia 24 de abril:
15h - CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS
17h - LOS SILENCIOS + curta: Kairo
19h - CHUVA É CANTORIA NA ALDEIA DOS MORTOS

Os ingressos podem ser adquiridos por R$ 12,00 na bilheteria do cinema ou no site ingresso.com. Idosos, estudantes, bancários sindicalizados, jornalistas sindicalizados,portadores de ID Jovem e pessoas com deficiência pagam R$ 6,00. Aceitamos Banricompras, Visa, MasterCard e Elo.

C i n e B a n c á r i o s 
Rua General Câmara, 424, Centro 
Porto Alegre - RS - CEP 90010-230 
Fone: (51) 34331204 

Nenhum comentário: