Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Cine Especial: JEDICON RS 2012: Parte 1


No dia 1º de dezembro, irá acontecer Jedicon RS 2012 na Usina do Gasômetro. Uma convenção para reunir os fãs de carteirinha e aproveitar as atrações sobre a saga cinematográfica de George Lucas entre elas palestra, apresentações, oficinas, estandes, concursos, jogos, exposições e exibições de filmes e documentários. Mais informações, vocês conferem no site do evento clicando aqui. 
Enquanto o grande dia não chega, recordamos um pouco sobre cada filme dessa grande saga intergaláctica. 

Star Wars: Episódio 1 - A Ameaça Fantasma

Sinopse: Situado 30 anos antes do filme original Star Wars, o Episódio I apresenta Anakin Skywalker, um garoto com poderes especiais que não sabe que a jornada que está começando vai transformá-lo no maligno Darth Vader. Obi-Wan Kenobi, o velho e sábio Jedi da série original, é um jovem e determinado aprendiz e Palpatine, conhecido como o maligno Imperador, é um ambicioso Senador da República Galáctica. É uma época um que os Cavaleiros Jedi são os guardiões da paz numa galáxia turbulenta e a jovem Rainha luta para salvar seu povo. Nas sombras uma força maléfica espreita, esperando o momento certo para atacar.

Vários anos depois do encerramento da clássica trilogia, George Lucas percebeu que já era o momento de colocar nas telas novamente o seu universo que criou a partir do final dos anos 70. Mas em vez de fazer uma continuação, o diretor decide contar a historia anterior aqueles eventos, ou seja, mostrar como Anakin Slywalker sucumbiu ao lado sombrio da força.
Infelizmente o que era para ser uma volta triunfal, acabou se tornando uma pálida lembrança do melhor que a saga tinha. Não que Ameaça Fantasma seja de todo ruim, o problema está no próprio George Lucas em não saber dirigir o elenco direito, onde claramente da para ver cada um no piloto automático. Quem se sai melhor é Lian Neeson, como mestre Jedi e mentor do jovem Obi-Wan (Ewan McGregor, totalmente travado), mas que acaba não sendo o suficiente para sustentar o filme. O pior mesmo foi à decisão de George Lucas inserir um personagem tão chato como Jar Jar Binks, que esta ali unicamente para protagonizar os momentos de humor, mas que não nos faz rir em momento algum.
O melhor momento mesmo é quando os Jedis mestre e discípulo enfrentam  Darth Maul, que se por um lado não supera o clássico vilão Darth Vader, por outro rouba a cena toda vez que surge e se torna a melhor coisa do filme. Embora com todos esses problemas, o filme rendeu horrores e garantiu o nascimento de uma nova trilogia.    


Star Wars: Episódio II - Ataque dos Clones

Sinopse: Star Wars - Episódio II: Ataque dos Clones se passa dez anos após os acontecimentos de Episódio I: A Ameaça Fantasma. A República continua ameaçada por confrontos e caos. Um movimento separatista englobando centenas de planetas e alianças corporativas influentes faz novas ameaças à galáxia, que nem mesmo os Jedi podem impedir. Esses acontecimentos, que têm por trás uma força extremamente poderosa e ainda desconhecida, levam ao início da Guerra dos Clones – bem como ao princípio do fim da República. Como forma de reação ao perigo crescente, o Supremo Chanceler Palpatine, prosseguindo em sua consolidação de poder, autoriza a criação de um Exército a fim de auxiliar os Jedi a defender a República.

Mesmo se escondendo no seu rancho, George Lucas deve ter escutado os protestos dos fãs sobre as gorduras do filme anterior. Com isso, o cineasta elimina essas gorduras (reduzindo quase a zero a participação de Jar Jar Binks) e dando mais enfoque sobre as peças chaves que levaram a republica a se tornar um império e os motivos que levaram o jovem  Slywalker  a se tornar o grande vilão que nos conhecemos. Mesmo explorando certos eventos trágicos que levaram o protagonista aos poucos a sucumbir ao lado sombrio, o diretor errou na escolha do ator, pois  Hayden Christensen não convence como um jovem Jedi dividido entre o bom senso e seu lado explosivo. Isso somente piora, quando ele tem que contracenar Natalie Portman, que embora ótima atriz, não consegue ter química com o ator e tão pouco nos convence que ali irá nascer a ultima esperança para o renascimento da republica no futuro.    
Felizmente, Ewan McGregor se solta das amarras que o prendiam para passar um desempenho melhor no filme anterior e acaba se tornando o melhor protagonista da trama. Mas a grande cereja do bolo mesmo, fica no ato final, onde vemos o simpático mestre Yoda, finalmente usando o seu sabre de luz e enfrentando no mano a mano o sith Conde Dooku, interpretado por ninguém menos que Christopher Lee.    


Me Sigam no Facebook e Twitter: 

Nenhum comentário: