Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Cine Especial: A nova Hollywood: Parte 16


Os Embalos de Sábado a Noite

Sinopse: Tony Manero é um jovem sem perspectivas de vida, que só vê razão na sua existência quando está em uma pista de dança. Lá ele é o maioral, mas começa a questionar sua vida através da influência de algumas pessoas que o rodeiam.

Primeiro grande sucesso da carreira de John Travolta no cinema, que na época, já havia chamado atenção, pelo seu desempenho em Carrie: A Estranha e pelo filme da TV O Menino da bolha de plástico. Foi também sua primeira indicação ao Oscar, ao interpretar o papel do suburbano Tony Manero. O diretor John Badham erotiza ao máximo as seqüências de dança e as entremeia com dramas banais da época. É um filme que soube sintetizar aquele período em que os jovens estavam passando, em não saber ao certo qual o caminho percorrer sem se machucar num eventual escolha errada no percurso.
É claro que atualmente, quando se fala em Os Embalos de Sábado a Noite, não tem como não deixar de se lembrar das inúmeras musicas que tocam durante a trama. Todas compostas pelos geniais Bee Gees, que fizeram dessas musicas seus maiores sucessos de suas carreiras. A discoteca morreu, mas as musicas e as cenas de Travolta dançando se tornaram imortais e um dos maiores símbolos dos anos 70.      

Me  Sigam no Facebook e Twitter    

Nenhum comentário: