Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Cine Especial: Os 10 melhores filmes de 2010

Enfim chegamos a ultima semana do ano e com isso irei começar a fazer uma retrospectiva dos melhores do ano no cinema aqui no meu blog. Esse ano, posso dizer que foi no mínimo decepcionante, não que houvesse somente filmes ruins, mas dizer que houve vários filmes inesquecíveis estarei mentindo. Talvez um dos maiores pontos críticos foi o verão norte americano onde a maioria dos filmes de grande orçamento que normalmente estréiam nessa época, fracassaram feio na bilheteria.
Houve exceções, mas poucas e daí me pergunto, porque está acontecendo isso? Talvez seja a hora de Hoollywood repensar em seus conceitos, inovar e se preocupar em criar uma boa historia para o publico assistir pois não se vive somente em 3D.

Confiram os meus 10 filmes preferidos desse ano:


1º) A ORIGEM
Sinopse: Don Cobb (Di Caprio) é especialista em invadir a mente das pessoas e, com isso, rouba segredos do subconsciente, especialmente durante o sono, quando a mente está mais vulnerável. As habilidades únicas de Cobb fazem com que ele seja cobiçado pelo mundo da espionagem e acaba se tornando um fugitivo. Como chance para se redimir, Cobb terá que, em vez de roubar os pensamentos, implantá-los. Seria um crime perfeito. Mas nenhum planejamento pode preparar a equipe para enfrentar o perigoso inimigo que parece adivinhar seus movimentos. Somente Cobb é capaz de saber o que está por vir.
Super produção com uma trama inteligente, envolvente e que faz o publico sair da sala do cinema com mais perguntas do que respostas.
Christopher Nolan (Batman: Cavaleiro das Trevas) é um verdadeiro contador de historias originais desde o tempo de Amnésia de 2001 e de lá pra cá, mesmo se envolvendo em filmes de grande orçamento, jamais deixou de criar o que é de mais importante em um filme, de criar uma boa historia e portanto publico agradece.

2º) A rede social
Sinopse: Numa noite da primavera de 2003 Mark Zuckenberg gênio da computação de Harvard senta-se à frente deu seu computador e começa a trabalhar em uma nova ideia. Num rompante de blogar e programar o que surge ali em seu quarto é uma rede social que revolucionaria o conceito de comunicação. Seis anos e 500 milhões de amigos depois Zuckenberg é o bilionário mais jovem da história. Mas tudo tem seu preço.
Se em 1999, David Fincher apresentou um filme (Clube da Luta) que melhor soube sintetizar o que foi os anos 90, em A Rede Social ele melhor soube retratar essa geração conectada online com tudo e a todos através da rede social mais conhecida do mundo (Facebook) mas que ao mesmo tempo se tornam cada vez menos sociáveis com as pessoas entre si e isso é muito bem retratado no prólogo e no epilogo do filme, orquestrado pela estupenda interpretação de Jesse Eisenberg como o criador da ferramenta. Favorito no Oscar e com méritos.


3º) TOY STORY 3
Sinopse: Toy Story 3 traz Woody (dublado por Tom Hanks), Buzz (dublado por Tim Allen) e toda a turma de volta às telonas quando Andy se prepara para ir para a faculdade e seus leais brinquedos vão parar numa… creche! Mas esses bravos baixinhos com seus dedinhos pegajosos não estão para brincadeira, então, serão todos por um e um por todos, enquanto implementam seu plano da grande fuga. Embarcam com eles nesta aventura, muitos rostos novos — alguns de plástico, outros de pelúcia, incluindo o famoso solteiro e festeiro acompanhante da Barbie, Ken (dublado por Michael Keaton); o ator e ouriço de jardineira, Espeto (dublado por Timothy Dalton); e um ursinho de pelúcia rosa com cheiro de morango, chamado Lotso Ursinho Fofo (dublado por Ned Beatty).
Muitos estão ainda com receio sobre o resultado final de Carros 2 que ira estrear ano que vem, mas até lá, Pixar continua sendo o estúdio que não sabe fazer filmes ruins e Toy Story 3 é a mais nova prova disso. Apesar de terem levado cerca de dez anos para levar Woody, Buzz e companhia de volta as telas, a espera valeu a pena e o filme fecha com chave de ouro a trilogia com momentos nos quais as lagrimas e o sorriso se juntam em poucos segundos. Pois nada se compara a montanha russa de emoções fortes que os espectadores de todas as idades passam ao assistir o ato final da trama. Indicação ao Oscar de melhor Longa Metragem de Animação mais do que garantida.


4º) Tropa de Elite 2
Sinopse: Wagner Moura retoma o personagem mais marcante de sua carreira o capitão Nascimento na seqência de Tropa de Elite filme também dirigido por José Padilha ganhador do Urso de Ouro no Festival de Berlin 2008. Nascimento dez anos mais velho cresce na carreira: passa a ser comandante geral do BOPE e depois Sub Secretário de Inteligência. Em suas novas funções Nascimento faz o BOPE crescer e coloca o tráfico de drogas de joelhos sem perceber que ao fazê-lo está ajudando aos seus verdadeiros inimigos: os policiais e os políticos corruptos que submetem a segurança pública a interesses pessoais. Agora os inimigos de Nascimento são bem mais perigosos.
Mesmo com o veneno da pirataria, Tropa de Elite em 2007 deu o que falar mas ninguém esperava muito de TROPA 2. Mas eis que o diretor Jose Padilha cria uma nova camada da jornada do Capitão Nascimento contra o crime e novamente o publico aprovou e aplaudiu de pé quando o protagonista da uma surra em um político corrupto.
Com cenas fortes e momentos de ação que não devem nada ao cinemão americano, Tropa 2, arrastou milhares de pessoas de todos os cantos do Brasil e se tornou a maior bilheteria de todos os tempos por aqui e fez do Capitão Nascimento a voz de um povo que já esta mais do que cansado da violência e corrupção e como o protagonista diz nos segundos finais da trama, “o sistema é foda.”


5º) O Segredo Dos Seus Olhos
Sinopse: Benjamin Esposito (Ricardo Darín) se aposentou recentemente do cargo de oficial de justiça de um tribunal penal. Com bastante tempo livre, ele agora se dedica a escrever um livro. Benjamin usa sua experiência para contar uma história trágica, a qual foi testemunha em 1974. Na época o Departamento de Justiça onde trabalhava foi designado para investigar o estupro e consequente assassinato de uma bela jovem. É desta forma que Benjamin conhece Ricardo Morales (Pablo Rago), marido da falecida, a quem promete ajudar a encontrar o culpado. Para tanto ele conta com a ajuda de Pablo Sandoval (Guillermo Francella), seu grande amigo, e com Irene Menéndez Hastings (Soledad Villamil), sua chefe imediata, por quem nutre uma paixão secreta.
Quando o filme de Juan José Campanella levou o Oscar de melhor filme estrangeiro no inicio desse ano, muitos ficaram espantados, pois todos esperavam pela vitoria do filme Alemão Fita Branca. Mas ao chegar nas salas de Porto Alegre, o filme rapidamente se tornou um enorme sucesso e ficando por várias semanas em cartaz, principalmente na sala Guion Center do bairro Cidade Baixa onde atraia quinhentas pessoas por semana na sala e com isso, percebemos que os votantes da academia não erraram.
O que talvez tenha atraído o publico tenha sido a trama policial envolvente, com um final inesperado e ao mesmo tempo pincelada com uma pequena historia de amor proibida interpretado pelos atores Ricardo Darin e Soledad Villamil carismáticos do começo ao fim. E se isso só já não basta, o que dizer então da fantástica cena em que a câmera se aproxima de um estádio de futebol e vai até aonde os protagonistas estão, caçando o criminoso da trama em uma seqüência (aparentemente) sem cortes e que muitos se perguntam como foi feita.


6º) ILHA DO MEDO
Sinopse: 1954. Teddy Daniels (Leonardo DiCaprio) investiga o desaparecimento de um paciente no Shutter Island Ashecliffe Hospital, em Boston. No local, ele descobre que os médicos realizam experiências radicais com os pacientes, envolvendo métodos ilegais e anti-éticos. Teddy tenta buscar mais informações, mas enfrenta a resistência dos médicos em lhe fornecer os arquivos que possam permitir que o caso seja aberto. Quando um furacão deixa a ilha sem comunicação, diversos prisioneiros conseguem escapar e tornam a situação ainda mais perigosa.
Filme policial noir e que em muitos momentos lembra o filme expressionista alemão O Gabinete do Dr. Galigari, fizeram dessa trama, com inúmeras camadas de surpresas, um dos melhores filmes do inicio do ano. Martin Scorsese novamente garante o sucesso de publico e critica ao lado (novamente) de Leonardo DiCaprio que nos presenteia com momentos estupendos de sua interpretação, principalmente no ato final em que o filme da um giro de 360º graus na trama e na cabeça do espectador, absorvido completamente a historia e anestesiado perante os segundos finais.


7º) 'Kick Ass - Quebrando Tudo' 
Sinopse: 'Kick Ass - Quebrando Tudo' acompanha um estudante nerd chamado Dave Lizewski que decide virar super-herói, apesar de não ter a menor capacidade atlética ou coordenação motora. Quando uma imagem sua, defendendo alguém contra bandidos, chega na internet, logo vem a fama e novos personagens se juntam a ele nesta verdadeira aventura violenta e de vinganças pessoais. As coisas mudam quando ele encara vilões reais com armas de verdade.
Quando chegou por aqui estreou em poucas salas de cinema, mas mesmo assim deu o que falar. Mais do que uma adaptação de HQ de Super Herói, o filme é uma critica ao próprio gênero cada vez mais alienado de falta de idéias, ao mesmo tempo uma critica a sociedade cada vez mais desinteressada em ajudar ao próximo e se preocupar em coisas mais medíocres como ser fã de Paris Rilton ou querer ser ela própria. Com momentos de puro humor negro e violência ao extremo, o filme confirma o talento precoce de Chloe Moretz como a heroína Hit Girl que protagoniza os melhores momentos da trama.

8º) Mary e Max: Uma amizade diferente 
Sinopse: Uma história de amizade entre duas pessoas muito diferentes: Mary Dinkle (voz de Toni Collette), uma menina gordinha e solitária, de oito anos, que vive nos subúrbios de Melbourne, e Max Horovitz (voz de Philip Seymour Hoffman), um homem de 44 anos, obeso e judeu que vive com Síndrome de Asperger no caos de Nova York. Alcançando 20 anos e dois continentes, a amizade de Mary e Max sobrevive muito além dos altos e baixos da vida. Mary e Max é viagem que explora a amizade, o autismo, o alcoolismo, de onde vêm os bebês, a obesidade, a cleptomania, a diferença sexual, a confiança, diferenças religiosas e muito mais.
Produção australiana assinada pelo diretor Dom Eliot feito com massinha em animação quadro a quadro. Mesmo sendo uma animação, o filme é mais voltado para o publico adulto pois a trama toca no assunto de solidão de duas gerações diferentes mas com muito em comum. Tanto Mary como Max se correspondem por vários anos somente por cartas e ao longo desse período se aprofundam na amizade e ajudando nos problemas dum do outro. Um filme que muitos se identificaram, mesmo em um mundo atual em que as pessoas não fazem mais amizades por cartas e sim pelas redes sociais de computador, mas que ao mesmo tempo mostra que os problemas de uma vida pouco sociável já existiam, seja ontem ou hoje.

9º) A Prova da Morte
Sinopse: Ao cair da noite, Jungle Julia (Sydney Tamiia Poitier), a DJ mais sexy de Austin, pode enfim se divertir com as suas duas melhores amigas. As três garotas saem noite adentro, atraindo a atenção de todos os freqüentadores masculinos dos bares e boates do Texas. Mas nem toda a atenção é inocente. Cobrindo de perto seus movimentos está Stuntman Mike (Kurt Russell), um rebelde inquieto e temperamental que se esconde atrás do volante do seu carro indestrutível.
Antes tarde do que nunca. Esse genial filme do mestre Tarantino estreou em meados de 2007 mas somente foi exibido para cá neste ano após erros grotescos da distribuidora que nem vale a pena mencionar. Feito junto junto com o filme Planeta Terror, ao lado do amigo Robert Rodriguez, A Prova da Morte é uma bela homenagem aos filmes de ação policial com perseguição de carro que existia aos montes nos anos 70, além de claro do filme carregar todas as marcas registradas do diretor como muitas referencias a cultura pop, garotas sensuais duronas e muito mas muito dialogo a torto a direito na medida certa.


10º) REFLEXÕES DE UM LIQUIDIFICADOR
sinopse: Um liquidificador pensa e narra essa história. Ele também conversa com sua proprietária Elvira uma senhora já da terceira idade. Logo descobrimos que os dois Elvira e liquidificador são cúmplices de um crime: o assassinato de Onofre o marido de Elvira que depois foi moído no liquidificador. Num tom de humor negro e sarcasmo ficamos conhecendo como o liquidificador adquiriu vida ao ser reformado por Onofre quando o casal era dono de um pequeno bar a Vitamina da Elvira. A história do casal é intercalada com o medo que Elvira tem de ser descoberta pela polícia e o aconselhamento e reflexões do sábio eletrodoméstico.
Muitos irão se lembrar que 2010 foi o ano do cinema nacional graças aos sucessos de Nosso Lar, Chico Xavier e Tropa de Elite 2, verdadeiros. BlockBuster brasileiros.
Mas o cinema nacional também é feito de pequenos filmes, os quais podem não ser vistos por todos mas que conquistam uma pequena fatia de publico e logo é lembrado devido o boca a boca e esse novo filme de André Klotzel é uma prova disso. Protagonizado, pela voz marcante de Selton Mello (Cheiro do Ralo) através de um liquidificador, onde ele fica acompanhando o dia a dia dos seres humanos, principalmente dos seus donos, o filme é uma analise do comportamento humano que por vezes age de uma maneira imprevisível e que por isso cria momentos inusitados nos quais o aparelho vai aprendendo a lidar.




Nenhum comentário: