Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Cine Especial: Os 10 filmes mais lucrativos mundialmente de 2010

O ano acabou e é hora de ver os lucros e resultados. Mesmo em um ano que faltou filmes originais com qualidade A, os estúdios de Hollywood não tem o que reclamar. Principalmente a Disney que, se por um lado falhou com O Aprendiz de Feiticeiro, Príncipe da Pérsia (e recentemente Tron) acertou com Alice no País das Maravilhas e Toy Story 3 onde ambos faturaram cada um mais de um bilhão de dólares mundialmente mas isso não seria possível graças a Pixar dona de Toy Story e Tim Burton que injetou sua marca registrada de sucesso em Alice.
Warner também saiu ganhando com A Origem, Harry Potter e (milagrosamente) com Fúria de Titãs.

Confiram os 10 filmes mais lucrativos mundialmente no ano.


1º) TOY STORY 3 (3D): Bilheteria Mundial: 1.063 bilhão de dólares
Sinopse: Quando Andy vai para a faculdade, seus brinquedos são doados a uma creche. Assim, Woody, Buzz e seus amigos precisam se adaptar ao novo lugar enquanto tentam se manter juntos.
Filme para todos as idades. Historia cativante que nos faz rir e chorar em poucos segundos. Esses e outros ingredientes fizeram desse filme o líder absoluto em bilheteria.


2º) ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS (3D): Bilheteria Mundial: 1.024 bilhão de dólares
Sinopse: A trama funciona como uma espécie de sequência do clássico original: Alice (Mia Wasikowska), aos 19 anos, vai a uma festa vitoriana e descobre que está prestes a ser pedida em casamento perante centenas de socialites. Ela então foge, seguindo um coelho branco, e vai parar no País das Maravilhas, um local que ela visitou há dez anos, mas do qual não se lembrava.
Apesar de ter dividido a critica, o filme arrastou pessoas de todo mundo para acompanhar as novas aventuras da Alice no mundo das maravilhas e mesmo não ter comprido todas as expectativas, o filme nos brinda com mais nova e excêntrica interpretação de Johnny Depp como Chapeleiro Maluco.


3º) HARRY POTTER E AS RELÍQUIAS DA MORTE – PARTE 1:Bilheteria Mundial: 832 milhões de dólares
Sinopse: O sétimo e último livro da série Harry Potter foi dividido em duas partes na hora de virar filme. A primeira estreia agora e mostra Harry Potter iniciando sua busca pelas horcruxes enquanto Voldemort, cada vez mais forte, tenta a todo custo matar logo o menino-bruxo.
O filme ainda se encontra em cartaz e provavelmente esse valor pode muito bem aumentar. O penúltimo filme serve como preparativo para o grande final que chegara ano que vem. Até lá, Warner só tem a ganhar, isso graças aos fãs de carteirinha do jovem bruxo e pelo fato do estúdio  nunca ter deixado a peteca cair em questões de qualidade da saga.


4º) A ORIGEM: Bilheteria Mundial: 825,4 milhões de dólares.
Sinopse: Dom Cobb (Leonardo DiCaprio) é um ladrão especializado em extração, o roubo de segredos valiosos das profundezas do inconsciente durante o sono com sonhos, quando a mente está mais vulnerável. A rara habilidade de Cobb o tornou peça fundamental no traiçoeiro mundo da espionagem industrial - e também um fugitivo internacional. Cobb tem sua chance de redenção, um último trabalho que pode dar-lhe sua vida de volta, se ele conseguir o impossível: inserção. Ao invés do roubo perfeito, a tarefa de Cobb e sua equipe não é roubar uma ideia, mas plantar uma.
Um claro exemplo no qual os engravatados dos estúdios deveriam seguir, pois A Origem não é continuação, refilmagem, prequel ou adaptação e sim uma idéia original saída da mente do criativo diretor Christopher Nolan. O publico adorou e compareceu em massa para assistir e discutir a mirabolante historia, provando que não custa arriscar em uma idéia nova.


5º) SHREK PARA SEMPRE (3D): Bilheteria Mundial: 739,8 milhões de dólares.
Sinopse: Na história do quarto filme, Shrek agora é um pai de família domesticado. Saudoso dos dias em que se sentia um ogro de verdade, Shrek assina um pacto com o duende Rumplestiltskin e subitamente se vê em uma versão alternativa do reino de Muito Muito Distante, onde Shrek nunca existiu. Nessa versão, ogros são caçados e Rumplestiltskin é rei, entre outras confusões.
A saga do ogro verde já deu o que tinha que dar, mas pelo visto, ele mantém um publico fiel desde o primeiro filme e com isso garantiu dinheiro aos cofres da DreamWorks Animation o que prova que bilheteria nas alturas não significa sinônimo de qualidade.


6º) A SAGA CREPÚSCULO: ECLIPSE: Bilheteria Mundial: 693,5 milhões de dólares
Sinopse: Edward está de volta a Forks e retoma seu romance com Bella. Mas surgem novos perigos, já que está chegando ao fim o prazo dado pelos Volturi para que a mocinha seja transformada. O conflito entre os Cullen e o exércio de "vampiros novatos" formado pela vampira Victoria é iminente. Só a união da família de Edward ao clã de lobisomens de Jacob, que também está apaixonado por Bella, poderá salvá-la.
Apesar de ser inferior se comparado a Lua Nova e ter “ficado mais do mesmo” a terceira parte dos vampiros que brilham ao dia e dos lobisomens cheios de anabolizantes, garantiram uma otima  bilheteria mundialmente e o interesse do publico feminino para ato final da saga ano que vem. Só resta saber se Amanhecer (dividido em dois filmes) fechara com alguma dignidade a saga.


7º) HOMEM DE FERRO 2: Bilheteria Mundial: 621,8 milhões de dólares 
Sinopse: Depois de revelar ao mundo que é o Homem de Ferro, Tony Stark enfrenta um novo problema. Enquanto a existência do super-herói gera uma sensação de paz mundial, a mesma tecnologia que o mantém vivo começa a envenená-lo e um antigo inimigo da família Stark sai das sombras... e alia-se à principal concorrente da Stark Internacional, as indústrias Hammer.
Pode não ter sido superior ao primeiro mas inferior também não ficou, portanto o filme seguiu a risca e manteve todas as cartas que fizeram do primeiro filme um grande sucesso e Robert Downey Jr prova mais uma vez que nasceu para o personagem.


8º) MEU MALVADO FAVORITO (3D): Bilheteria Mundial: 540 milhões de dólares
Sinopse: Escondido em uma vizinhança pacata de subúrbio, vive Gru, que planeja praticar o maior roubo da história da humanidade: ele quer surrupiar a Lua. O problema é que ele encontra em seu caminho três garotas órfãs que enxergam em Gru um papai.
Agradável surpresa da temporada, pois além de uma divertida historia, o filme marca a estréia do estúdio Illumination Entertainment no terreno da animação e se continuar com a qualidade nos projetos seguintes, Pixar e DreamWorks Animation terão páreo duro.


9º) COMO TREINAR O SEU DRAGÃO (3D): Bilheteria Mundial: 495 milhões de dólares
Sinopse: O filho de um viking matador de dragões se torna amigo de um desses temíveis animais e agora tenta convencer sua vila de que tudo o que eles sabem sobre os bichos estava errado.
Tentando concorrer a serio contra o seu melhor adversário que é o estúdio Pixar, DreamWorks Animation injeta algo de novo no seu mais novo filme que é emoção na dose certa. Diferente de outros projetos como Madagascar, cuja a idéia é somente divertir do começo ao fim, Como Treinar o Seu Dragão talvez seja uma prova que estúdio queira mudar um pouco no tom de seus filmes, afinal de contas, não custa a arriscar uma ou duas vezes.

10º) FÚRIA DE TITÃS (3D): Bilheteria Mundial: 493,2 milhões de dólares
Sinopse: Zeus (Liam Neeson), deus de todos os deuses, está irado com o descaso dos humanos para com seus criadores imortais. Na cidade de Argos, o rei incita seus súditos a abandonarem as preces a Zeus - o que enfraquecerá todo o panteão do Olimpo. Enquanto estátuas são derrubadas, o traiçoeiro Hades (Ralph Fiennes) forja um plano para restituir o poder aos deuses: se em dez dias os homens não demonstrarem seu amor sacrificando a princesa Andrômeda (Alexa Davalos), ele enviará o poderoso Kraken para destruir a cidade. A salvação repousa nos ombros de Perseu (Sam Worthington), filho de pescadores que descobre ser um semideus.
Apesar de ter sido convertido em ultima hora em 3D da maneira mais porca e nem de longe possuir o charme do filme original, o filme conseguiu até uma boa bilheteria e garantir uma (dispensável) continuação.



Um comentário:

Pedro Tavares disse...

Prova que as coisas não vão mudar tão cedo. Animações e/ou filmes que tem como chamariz a tecnologia.