Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 15 de setembro de 2009

Cine Animação: Vida de Inseto

Filme de 1998 sofreu comparações com outro filme mas adquiriu com o tempo sua luz propia

Sinopse:
Todo ano, os gananciosos gafanhotos exigem uma parte da colheita das formigas. Mas quando algo dá errado e a colheita destruída, os gafanhotos ameaçam atacar e as formigas são forçadas a pedir ajuda a outros insetos para enfrentá-los numa batalha.

Segundo trabalho do diretor Jhon Lasseter (o anterior havia sido Toy Story). Curiosamente esse filme estreou meses depois que o estúdio da DreamWorks haviam lançado Formiguinhas, com isso era inevitável que houvesse comparações. Contudo o filme da Pixar ganha vantagem por ser um filme para toda a família curtir e era mais uma prova na época que o poder da Disney estava se desgastando e precisaria dali em diante depender dos estúdios de Jhon Lasseter.

Curiosidades:
Nos créditos finais de Vida de Inseto, é mostrada uma série de “erros de filmagens” falsos, estrelados pelos principais personagens do filme. Num destes erros, aparece Flik dizendo “Para o infinito e além!”, frase utilizada por Buzz Lightyear, em Toy Story.
A reaçâo aos tais “erros” foi tão boa por parte do público, que a Pixar resolveu adicionar alguns novos erros numa nova versão do filme, que começou a ser exibida nos Estados Unidos pouco mais de um mês após sua estréia comercial.

Nenhum comentário: