Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio e comunicador do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 16 de maio de 2022

Cine Especial: Próximo Cine Debate: 'The Butterfly's Dream'

Sinopse: Obrigados a trabalhar em uma mina de carvão durante a Segunda Guerra Mundial, dois jovens poetas encontram algum alento através da escrita.  

Nós somente seremos lembrados se cada um de nós fazermos a diferença com relação ao tempo em que vivemos. No meu caso, por exemplo, escrevo todos os dias sobre os filmes que eu assisto, para que alguma pessoa desse mundo possa ler os meus textos e venha ser reconhecido, seja em vida ou não. "The Butterfly's Dream" (2013) fala sobre a dura vida de dois jovens poetas, que lutaram para serem lembrados pelas suas escritas, mas cuja a tarefa eles tiveram vários obstáculos a serem travados ao longo de suas cruzadas.

Dirigido por Yılmaz Erdoğan, a trama se passa em plena Segunda Guerra Mundial, quando a Turquia está tomada pela fome e pela destruição, dois amigos decidem fazer uma aposta. Ambos são poetas, e ambos sofrem de tuberculose, doença contra a qual lutam há anos. Quando os dois se apaixonam por Suzan, eles decidem que cada um escreverá um poema de amor, e entregará à garota, deixando que ela decida com quem quer ficar. Aquele que não for escolhido deve aceitar a derrota e partir.

Com uma ótima reconstituição de época, Yılmaz Erdoğan nos convida já na abertura a testemunhar a vida dos turcos em uma mina de carvão e cujo o plano sequência nos surpreende pelos seus inúmeros detalhes e o lado cru daquela realidade. Após isso, somos apresentados aos dois amigos, dos quais possuem o grande sonho de serem tão bons poetas quanto o seu professor, mas em meio a isso tem o amor e a luta contra a própria doença que eles enfrentam. O filme escancara o grande fato de grandes talentos do passado serem sucumbidos pelos mais diversos conflitos, seja pela divisão de classe, guerras ou doenças.

Embora em um primeiro momento o filme soe como o clássico "Jules e Jim" (1961) de François Truffaut, o filme fala por si por se enveredar por outros caminhos, principalmente por não se encaixar em um único gênero, mas unicamente por retratar tempos que não podem ser esquecidos. Se hoje temos talentos que enfrentam de tudo para manter a sua cultura, houve tempos que abraçar isso significava ir contra até mesmo do sistema trabalhista, mas era justamente ir contra a maré que os faziam ser mais inspirados com relação ao que escreviam. Aliás, os dois jovens protagonistas se tornam dois lados da mesma moeda e cuja as dores da doença que eles carregam compartilham juntos, pois talvez seja essa única maneira de continuarem vivos.

Embora arrastado em alguns momentos, o filme possui momentos surpreendentes, principalmente quando os jovens tentam adentrar o lado obscuro e pesado da mão de obra que molda o mundo. A passagem em que um dos jovens e sua amada decidem adentrar as minas de carvão escondidos é desde já a melhor parte do filme, pois somente naquele momento é quando eles encaram a vida verdadeiramente crua de homens que se veem forçados a trabalhar mesmo contra as suas vontades. Os momentos finais dessa passagem são cheios de tensão, mas gerando uma nova direção para ambos.

Dali em diante vemos os dois amigos, aos poucos, realizarem os seus objetivos, mesmo que em parte, já que estamos falando de uma época que a Segunda Guerra Mundial estava explodindo e mudando a vida da maioria naqueles tempos. Em meio a perdas e ganhos, vemos ambos se encaminharem para os seus possíveis destinos, mesmos quando os mesmos corram o sério risco de serem esquecidos ao longo do tempo. Porém, é graças a arte da escrita e do próprio cinema é que conhecemos um pouco a vida desses pequenos talentos, pois nunca é tarde para desfrutarmos desse achado.

"The Butterfly's Dream" é sobre uma geração de poetas que se viram impedidos de voarem mais alto, mas foi graças ao tempo que acabaram sendo redescobertos. 

Onde Assistir: Netflix. 

Joga no Google e me acha aqui:  
Me sigam no Facebook twitter, Linkedlin e Instagram.  

Nenhum comentário: