Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 24 de agosto de 2021

Cine Dica: Streaming: ‘Interrompemos a Programação’

Sinopse: Na véspera de ano novo da virada do milênio, rapaz armado chamado Sebastian invade um estúdio de televisão durante uma transmissão ao vivo, fazendo dois reféns. 

Jodie Foster me surpreendeu como atriz, mas não como diretora, sendo que o seu filme "Jogo do Dinheiro" (2016) se tornou uma mera promessa para um bom filme. A obra tinha a faca e o queijo na mão, já que a sua proposta traz uma crítica ácida ao sistema televisivo, mas que acabou não sendo bem feito. O que faltou naquele filme se encontra "Interrompemos a Programação" (2021), que nos prende na cadeira graças a tensão que cria em nós ao longo da projeção.

Dirigido por Jakub Piatek,  a trama se passa na Polônia, onde está ocorrendo a virada do milênio. Uma apresentadora de tv está apresentando o seu programa, quando de repente surge do nada um rapaz com uma arma e faz dela além de um segurança como reféns. Ele quer que o estúdio o exiba ao vivo, para que então ele possa declarar alguma coisa que está escrita em suas folhas de papel.

O grande atrativo desse filme é conseguir nos prender a cada minuto, pois ficamos apreensivos com as atitudes do rapaz e que pode desencadear um grande desastre. Além disso, o ritmo do longa nos cria uma sensação claustrofóbica, já que toda a trama gira em torno do palco do programa e se concentrando nos três personagens que se encontram ali com os nervos à flor da pele. Além disso, atuação do jovem ator Bartosz Bielenia é digna de nota, pois o seu personagem vai se revelando aos poucos e fazendo a gente até mesmo torcer por ele em diversos momentos.

Embora curto, o filme explora de forma engenhosa o sistema cheio de regras do universo televisivo e como ele, na maioria das vezes, é manipulador, seja ele nos bastidores ou ao vivo. Ao mesmo tempo o filme explora o conflito de classe social, além de percebermos que alguns personagens ali são solitários em suas vidas, independentemente de ser ou não afortunado, pois no final das contas todos estão no mesmo buraco. Quando o filme chega em sua reta final, logo percebemos o quanto é difícil lutar contra um sistema e cuja as nossas ideias acabam sendo facilmente levadas para a fogueira.

"Interrompemos a Programação" é pura tensão, reflexivo e criativo em sua curta duração. 

Onde Assistir: Netflix. 

Joga no Google e me acha aqui:  
Me sigam no Facebook twitter, Linkedlin e Instagram.  

Nenhum comentário: