Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 25 de março de 2019

Cine Especial: Clube de Cinema de Porto Alegre: ‘Normandia Nua’ - Rir e não se envergonhar

Sinopse: Um prefeito tenta convencer seus moradores a posarem nus para uma propaganda.

Um filme que possui um clima até mesmo leve, esquecível e bobo. O filme não comete muitos atos falhos em seu percurso, só não possui um lado pretensioso para ir muito além do que isso. O tema aqui é simples: fotografo famoso, especialista em fotografias com inúmeras pessoas nuas, acaba parando em uma pequena cidade da Normandia e propõe para que as pessoas que moram lá participem de um grande evento. Como o local vive uma crise financeira, decidem topar a empreitada para se exporem na fotografia que irá ser tirada, mas o problema está no fato de todos terem que ficar nus durante a sessão de fotos.     
Com diversos assuntos para serem discutidos, temos um vislumbre de diversos personagens que moram no local, onde cada um possui uma personalidade distinta e seus dramas pessoais para serem explorados. Curiosamente, não são arcos que tiram foco do mote principal, mas sim somente acrescenta um mosaico cheio de informações e que expande aquele universo particular. Se por um lado alguns arcos soam dispensáveis, do outro, ficamos na curiosidade sobre o destino de alguns personagens.  
O problema é que o primeiro ato da trama demora para nos conquistar de forma imediata, devido alguns elementos que poderiam ser facilmente descartados. Quando se acha que uma determinada situação irá ser logo mais descartada, para assim melhorar o desenvolvimento da trama, ela logo retorna e gerando um certo desiquilibro na história. Os minutos finais, aliás, nos traz apenas o óbvio, como se a solução precisasse ser logo apresentada de uma forma imediata.  
Contudo, devido pelo fato de haver algumas personalidades exageradas, o riso vem de forma fácil. A própria situação pouco comum também permite algumas piadas certeiras. Porém, nada é memorável, mas somente dá um gosto pelos tempos em que as comédias estavam em alta em vários países, mas que hoje o gênero se encontra em certo declínio.  
Apesar dos nus frontais, o filme é quase para a família, daqueles que passariam em uma sessão da tarde. Não há grandes arroubos técnicos. "Normandia Nua" pode render uma sessão dispensável, porém, divertida e que não nos cobra nenhum compromisso. 


Siga o Clube de Cinema de Porto Alegre através das redes sociais:
Facebook: www.facebook.com/ccpa1948
twitter: @ccpa1948  
Instagram: @ccpa1948 

Me sigam no Facebook,  twitter, Linkedlin e Instagram.  

Nenhum comentário: