Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 27 de março de 2019

Cine Dica: CINEMATECA CAPITÓLIO PETROBRAS RECEBE PROGRAMAÇÃO ESPECIAL NA SEMANA DE PORTO ALEGRE


Como parte da programação comemorativa da Semana de Porto Alegre, a Cinemateca Capitólio Petrobras preparou uma série de atividades especiais. No dia 27 de março, data em que se celebra o Dia do Cinema Gaúcho e também o quarto aniversário de inauguração do espaço, a majestosa sala de cinema localizada no coração do Centro Histórico de Porto Alegre inaugura, às 19h, a mostra Cinemas do Brasil, reunindo filmes sobre diferentes salas de rua do país, em um programa que inclui o curta-metragem Cine Brasília, do diretor gaúcho Boca Migotto; e às 20h30 realiza a sessão de pré-lançamento da série gaúcha Chuteira Preta, de Paulo Nascimento, com a presença do diretor e equipe. Com 13 episódios, esta série de ficção sobre o submundo do futebol terá seus dois primeiros episódios exibidos.
Além dessas atividades, o Centro de Documentação e Memória da Cinemateca Capitólio Petrobras irá promover durante a Semana de Porto Alegre um programa de visitas guiadas ao local. As visitas acontecem nos dias 29 de março, sexta-feira, às 17h30, e 30 de março, sábado, às 16h30. Após as visitas, que são gratuitas, os participantes receberão convites para assistir, com entrada franca, a uma sessão da mostra Cinemas do Brasil. Os agendamentos para as visitas podem ser feitos pelo telefone 3289-7463.
Durante os meses de março a novembro, a Cinemateca Capitólio Petrobras promoverá uma programação especial com 26 atividades com patrocínio master da Petrobras através da Lei Rouanet/Governo Federal e cooperação cultural da Fundacine –Fundação Cinema RS e Prefeitura Municipal de Porto Alegre, através da Secretaria Municipal da Cultura.

  
Mostra Cinemas do Brasil


Porto Alegre dispõe de um privilégio que poucas cidades no mundo têm: a existência de um grande cinema de rua, com 90 anos de existência, prédio inaugurado no áureo período dos imponentes palácios de cinema – na década de 20 do século passado –, o Cine Theatro Capitólio. O importante espaço cultural, que permaneceu por duas décadas fechado, reabriu suas portas em março de 2015, totalmente restaurado e readaptado, tornando-se, para além de uma sala de exibição, um espaço de guarda, preservação e difusão da memória do cinema gaúcho e brasileiro, agora com o nome de Cinemateca Capitólio Petrobras.

Para sublinhar essa particularidade da capital gaúcha, a programação especial da Cinemateca Capitólio Petrobras para a Semana de Porto Alegre recebe a mostra Cinemas do Brasil, composta por 23 curtas-metragens e um longa-metragem, distribuídos em seis sessões de aproximadamente 60 minutos cada. A mostra inclui filmes que buscam homenagear os cinemas de rua do país e que propõem uma discussão sobre a atual situação desses monumentos arquitetônicos que, em grande parte, estão de portas fechadas e sem nenhum tipo de reparo ou manutenção. A mostra temática tem por objetivo tornar os cinemas de rua protagonistas das histórias na tela. A curadoria é de Christian Jafas (diretor do filme Cine Paissandu: Histórias de uma Geração) e de Eudaldo Monção Jr.(coordenador da mostra Cinemas do Brasil e diretor do filme Cine Rio Branco).


Programas:


SESSÃO O CINEMA VIVE! – 65 minutos (ABERTURA)
Cine S. José, de William Tenório (Afogados da Ingazeira/PE, 12 minutos)
Cine Vaz Lobo, de Luiz Claudio Lima (Rio de Janeiro/RJ, 6 minutos)
Cinema, Onde Você Está?, de Edvaldo Santos (Caruaru/PE, 15 minutos)
Cinema do Meu bairro, Cadê Você?, de Renata Lima (Rio de Janeiro/RJ,  13 minutos)
Cine Brasília, de Boca Migotto (Carazinho/RS, 20 minutos)


SESSÃO CINEMA NO INTERIOR – 85 minutos
Cine Rio Branco, de Eudaldo Monção Jr. (Nazaré/BA, 18 minutos)
Cine Centímetro, de Dannon Lacerda (Valença/RJ, 16 minutos)
Extintos Cinemas, de William Tenório (Sertão do Pajeú/PE, 13 minutos)
Uma Balada para Rocky Lane, de Djalma Galindo (Arcoverde/PE, 20 minutos)
Memórias do Cine Argus, de Edivaldo Moura (Castanhal/PA, 20 minutos)



SESSÃO MEMORABILIA – 64 minutos
A Morte do Cinema, de Evandro de Freitas (Cachoeira-BA, 20 minutos)
Cine Rincão, de Fernando Grostein Andrade (São Paulo-SP, 15 minutos)
O que se Memora, de Caio Dornelas e Ernesto Rodrigues (Zona da Mata/PE, 10 minutos)
Cinemas de Rua de Curitiba, de Roberval Machado (Curitiba/PR, 5 minutos)
Cine Paissandu: Histórias de uma Geração, de Christian Jafas (Rio de Janeiro/RJ, 15 minutos)


SESSÃO O NOVO CINEMA DE RUA – 64 minutos
Cosmorama – Relatos dos Cinemas em Caruaru, de Moema França (Caruaru-PE, 14 minutos)
Sessão Entre Amigos, de Cristhine Lucena (João Pessoa/PB, 23 minutos)
Cine Éden, de Edson Bastos e Henrique Filho (Ipiaú/BA, 15 minutos)
Casa sem Janela, de Juliette Yu-Ming, Marcelo Engster,Vitor Kruter-Rio de Janeiro/RJ, 13 minutos)


SESSÃO ESPECTADORES – 62 minutos
Entre Andares, de Aline Van der Linden e Marina Moura Maciel (Recife/PE, 15 minutos)
Cine São Vicente, de Kleber Camelo (São Vicente Férrer/PE, 21 minutos)
Isso Vale um Filme, de Bruna Cabral, Gisele Siqueira, Italo Rodrigues, Suednes Teixeira, Taynah e Wellington Caetano (Maceió/AL, 15 minutos)
Victor Vai ao Cinema, de Albert Tenório (Olinda/PE, 11 minutos)


SESSÃO LONGA ENCERRAMENTO – 77 minutos
Cine São Paulo – O Estado das Coisas, de Ricardo Martensen e Felipe Tomazelli (Dois Córregos/SP, 77 minutos)
  

Série Chuteira Preta


Muitos jogadores de futebol no Brasil (especialmente), com menos de 30 anos, estão milionários, jogaram em grandes times da Europa, mas perderam completamente o prazer de jogar e passam a ser uma decepção para os torcedores e um prejuízo para os clubes. Nem eles entendem o que acontece. Chuteira Preta, nova série de Paulo Nascimento, é a história de Kadu (Marcio Kieling), um jogador nessa situação que, ao perceber que é quase um ex-atleta, aos 29 anos, decide voltar as suas origens em busca da inspiração que fez com que ele decidisse jogar futebol, Jair (Nuno Leal Maia), seu tio, um craque dos anos 1970, que vive na mesma comunidade pobre onde Kadu cresceu. Ao encerrar a carreira, Jair ficou sem dinheiro, mas guarda com orgulho a paixão e o respeito conquistado.

Começa aí uma história de mentor e pupilo, a busca de um motivo para voltar a ser o que era, o coração em primeiro lugar, sem mais chuteiras de alta performance, sem artifícios, somente o básico, o amor pelo esporte e uma velha chuteira preta nos pés.

Escrita e dirigida por Paulo Nascimento, com colaboração no roteiro de Gilberto Perin e Tailor Diniz, e fotografia de Renato Falcão (A Era do GeloRio), a série foi gravada em Porto Alegre e arredores, com financiamento do FSA – Fundo Setorial do Audiovisual, e apoio da Film Commission de Porto Alegre, ligada à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico – SMDE. Os 13 episódios da série contam com recursos de acessibilidade, coordenados por Marilaine Castro da Costa.

A primeira temporada de Chuteira Preta será lançada no Brasil pelo canal Prime Box Brazil em julho deste ano e até o final de 2019 ganha exibição em toda a América Latina através de um serviço de streaming internacional, com o título Dark Soccer.
  
GRADE DE HORÁRIOS

  
27 de março (quarta-feira)
19h – SESSÃO O CINEMA VIVE!
20h30 – Pré-lançamento da série Chuteira Preta
  
28 de março (quinta-feira)
20h – SESSÃO MEMORABILIA
21h – SESSÃO O NOVO CINEMA DE RUA
  
29 de março (sexta-feira)
17h30 – Visita Guiada à Cinemateca Capitólio Petrobras
19h – SESSÃO ESPECTADORES
  
30 de março (sábado)
16h30 – Visita Guiada à Cinemateca Capitólio Petrobras
18h – SESSÃO CINEMA NO INTERIOR
  
31 de março (domingo)
20h – SESSÃO LONGA (Cine São Paulo – O Estado das Coisas)

Nenhum comentário: