Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 29 de março de 2016

Cine Dica: Em Cartaz: CEMITÉRIO DO ESPLENDOR



Sinopse: Em uma cidadezinha da Tailândia um grupo de soldados é acometido por uma estranha doença que o faz cair em sono profundo. Uma escola desativada se transforma num hospital para atender os militares e uma senhora voluntária se afeiçoa com um dos pacientes, um jovem que não recebe visitas.

Por ser filho de um casal de médicos, o cineasta, Apichatpong Weerasethakul parece que faz  referências sobre hospitais e problemas físicos em seus filmes. Em Cemitério do Esplendor boa parte da trama acontece em uma clínica onde tratam os soldados com uma misteriosa doença do sono. O Local já foi lugar de uma escola, e o terreno, ao tudo indica, se encontra acima de um antigo cemitério de reis.
Com relação a isso, nos filmes de Apichatpong Weerasethakul, não somente as pessoas, como também os prédios e o local têm histórias a serem contadas através do passado, que se enlaça com a época atual em regime de absoluta normalidade. Uma senhora volta todas as suas atenções a um dos soldados como se ele fosse seu parente mais próximo, do qual se cria um laço com uma garota sensitiva capaz de acessar o pensamento dos soldados dormindo. O que mais me impressionou no cinema de Apichatpong Weerasethakul, do qual vai muito além de um ritmo suave e de uma simplicidade única, é a sua falta de truques de magia, do qual se poderia criar um número especial.
Pelo que eu soube de seus filmes, seres acima dos homens podem se vestir de uma forma simplória e dialogar com pessoas comuns enquanto comem um almoço corriqueiro; uma médium pode visitar fisicamente o passado distante; os sonhos de duas pessoas podem ter algo em comum; as luzes de uma enfermaria podem se vistas em inúmeros lugares da cidade. Mas nada muda com o efeito, mas sim surge simplesmente de uma forma natural. O extraordinário, e os mistérios do além habitam e convivem no mesmo cenário como se fosse à coisa mais comum do mundo. 
Isso só dá uma idéia do que as tradições e lendas são na Tailândia e de como elas sendo vistas para nós do ocidente tornam elas frescas. Ao mesmo tempo em que refaz antigas lendas, Apichatpong Weerasethakul também lida com o dia a dia de seu país, como os costumes e a moda do ocidente fazendo parte do ambiente local. Cemitério do Esplendor é um conto lírico, onde a fantasia e realidade se fundem num único cenário e o que pode ser absurdo ou extraordinário para alguns, pode ser o corriqueiro para muitos





 Me sigam no Facebook, twitter e Google+

Nenhum comentário: