Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Cine Dica: Homenagem ao seriado Além da Imaginação na Sessão Aurora

SESSÃO AURORA EXIBE NO LIMITE DA REALIDADE
 
Neste sábado, 12 de dezembro, às 19h, a Sessão Aurora exibe No Limite da Realidade (Twilight Zone: The Movie, 1983, 100 minutos), filme com quatro releituras de episódios do essencial seriado Além da Imaginação, dirigidos por Joe Dante, Steven Spielberg, George Miller e John Landis. Parte da mostra A Vingança dos Filmes B, a sessão encerra a programação de 2015 do ciclo Histórias do Cinema Americano. Depois da exibição, debate com os editores do Zinematógrafo. Projeção em alta definição com legendas em português. Entrada franca.    

Destranque essa porta com a chave da imaginação. Atrás dela se encontra uma outra dimensão. Uma dimensão de som, uma dimensão de imagens, uma dimensão da mente. Você está se movendo em direção a uma terra de sombra e substância, de coisas e de ideias. Você acabou de ultrapassar os limites da Zona do Crepúsculo.

Assim começa, com a voz de Burgess Meredith (o Pinguim da série do Batman dos anos 60 e o treinador do Rocky de Stallone), Além da Imaginação: O Filme, ou como é conhecido no título nacional, No Limite da Realidade, uma adaptação do aclamadíssimo seriado The Twilight Zone criado por Rod Serling no final dos anos 50, uma fonte quase inesgotável de histórias estranhas e fantásticas, que desconfortaram telespectadores por décadas e influenciaram gerações de cineastas.  Entre esses cineastas está Steven Spielberg, o rei Midas da Nova Hollywood, que entre E.T. e a sequência de Indiana Jones, convidou amigos e produziu esse filme, que se tornou uma pérola pouco vista para amantes do gênero.

O próprio Spielberg dirige uma adorável e estranha história sobre moradores de um asilo, que têm sua vida transformada com a chegada de um simpático visitante. Entre os diretores convidados, estavam o produtor John Landis, mestre por trás de Blues Brothers: Os Irmãos Cara de Pau, Animal House e Um Lobisomem Americano em Londres, que volta-se para uma fábula moral de viagem no tempo sobre intolerância e preconceito. George Miller, o gênio criador de Mad Max e Babe: O Porquinho Atrapalhado, refaz o episódio clássico Nightmare at 20.000 Feet, sobre paranoia, medo de altura e uma curiosa criatura na asa de um avião.  O cultuado Joe Dante, que deu vida aos Gremlins de Spielberg, conta uma cartunesca e assustadora história sobre a qual talvez seja melhor que não se saiba nada antes de assistí-la.

O filme se tornou maldito após as gravações do segmento de John Landis, quando ocorreu um acidente de helicóptero que matou três membros da equipe, incluindo duas crianças, o que levou a sérias investigações na justiça e acusações contra Landis. À despeito da tragédia, hoje o filme tornou-se uma curiosidade histórica, um importante exemplo dos diálogos entre o cinema que dominava as bilheterias e as gerações de aprendizes de Roger Corman no cinema B. Os anos 80, acusados de ápice da infantilização do cinema hollywoodiano, formaram-se a partir de fluidas trocas entre o mainstream e o underground, um diálogo rico e criativo, que entre as várias pérolas produzidas, se encontra essa pequena antologia.

Sala P. F. Gastal
Coordenação de Cinema, Vídeo e Fotografia
Av. Pres. João Goulart, 551 - 3º andar - Usina do Gasômetro
Fone 3289 8133

www.salapfgastal.blogspot.com

Nenhum comentário: