Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Cine Dica: CURSO PLANETA DOS MACACOS


APRESENTAÇÃO

O livro de Pierre Boulle (O Planeta dos Macacos ou La Planéte des Singes) foi lançado em Paris em 1963. Foi esta obra que inspirou o norte-americano Arthur P. Jacobs a produzir cinco filmes longa metragem para o cinema: O Planeta dos Macacos (Planet of the Apes, 1968), de Franklin J. Schaffner; De Volta ao Planeta dos Macacos(Beneath the Planet of the Apes, 1970), de Ted Post; Fuga do Planeta dos Macacos(Escape from the Planet of the Apes, 1971), de Don Taylor; Conquista do Planeta dos Macacos (Conquest of the Planet of the Apes, 1972) e A Batalha no Planeta dos Macacos (Battle for the Planet of the Apes, 1973), de John Lee Thompson. Esta foi a primeira cinessérie de ficção científica da história do cinema, que se tornou conhecida como A Saga dos Macacos ou The Ape Saga.
O Planeta dos Macacos (1968) revolucionou a forma de se fazer maquiagem, graças ao talento do médico John Chambers, que desenvolveu o desenho da maquiagem e por isso recebeu em 1969 um Oscar honorário por sua criação. No mesmo ano, o filme recebeu duas indicações para os Oscar de melhor figurino (Morton Haack) e melhor música original (Jerry Goldsmith). E inspirou a criação de dois seriados de televisão na década de 1970: Planeta dos Macacos (Planet of the Apes, 1974), 14 episódios em live action; e De Volta ao Planeta dos Macacos (Return to the Planet of the Apes, 1975), 13 episódios em desenhos animados, um deles em desenhos animados.


Inspirou a criação de revistas com histórias em quadrinhos, livros com a novelização dos roteiros, brinquedos, souvenirs... e novos filmes para o cinema: Planeta dos Macacos (Planet of the Apes, 2001), de Tim Burton, o último a utilizar atores maquiados; Planeta dos Macacos: A Origem (Rise of the Planet of the Apes, 2011), de Rupert Wyatt; e Planeta dos Macacos: O Confronto (Dawn of the Planet of the Apes, 2014), de Matt Reeves, utilizando as mais modernas técnicas de animação e captura de movimentos. Setores como maquiagem, figurino e cenografia contribuíram para fazer deste filme um marco na história da sétima arte, levando-o ao posto de clássico!



OBJETIVOS

O curso Planeta dos Macacos: A Construção de um Clássico, ministrado por Saulo Adami, vai oportunizar uma viagem de volta aos bastidores da produção do filme O Planeta dos Macacos que marcou o início da cinessérie produzida por Arthur P. Jacobs. Serão abordados temas como: o livro, roteiros propostos, maquiagem, figurino, cidade cenográfica, espaçonave e demais atrativos que levaram milhões de espectadores às salas de projeção e o estúdio a investir em outros sete filmes para cinema e dois seriados de televisão.

Não é necessários nenhum pré-requisito para participar desta atividade.
O curso é aberto a todos os interessados.


TEMAS

1. A trama do livro de Pierre Boulle e a sua crença de que seu livro era “infilmável”;
2. Do livro para os roteiros de Rod Serling e Michael Wilson: o que mudou?
3. Os primeiros testes com maquiagem e a inspiradora criação do maquiador John Chambers;
4. Atores esperavam mais de três horas para ser maquiados e mais de uma hora para retirar as maquiagens de símios. Como eram realizados estes processos e quais os materiais que usavam?
5. O trabalho dos figurinistas e os símbolos que constavam das roupas dos chimpanzés, gorilas e orangotangos.
6. A cidade cenográfica e a espaçonave: do design à planta baixa e à construção. Suas reutilizações nas séries de cinema e televisão.
7. A trajetória do filme O Planeta dos Macacos através dos tempos: filmes-sequência, seriados de TV e merchandising.
8. O “renascimento” e o futuro de O Planeta dos Macacos: livros, quadrinhos e filmes que estão por vir.


MINISTRANTE: SAULO ADAMI

Escritor com 70 livros publicados nas áreas de poesia, conto, crônica, novela, romance, ensaio, biografia e história, cinco deles dedicados a O Planeta dos Macacos, tema que pesquisa e coleciona desde 1975. Seu livro Homem Não Entende Nada! Arquivos Secretos do Planeta dos Macacos (2015) é resultado de 40 anos de pesquisas. Criador do "Cine Clube Postal Planet of the Apes Brazilian Fan Club" (1984), do fanzine Century City News(1985-2000), produtor das exposições Casa do Macaco (2001-2015) e dos documentários Forbidden Zone Telegraph (2000) e O Papel e o Sonho (2015). Em 1999 passou pela experiência da maquiagem dos macacos nos Estados Unidos. Entrevistou atores e técnicos que fizeram parte da produção destas séries de cinema e TV, com alguns dos quais mantém correspondência até hoje.


Curso
PLANETA DOS MACACOS: A CONSTRUÇÃO DE UM CLÁSSICO
de Saulo Adami

DATAS: Dias 19 e 20 / Dezembro (sábado e domingo)

HORÁRIO: 15h às 18h

LOCAL: Cinemateca Capitólio (Rua Demétrio Ribeiro, 1085 - Porto Alegre - RS)

INVESTIMENTO: R$ 80,00
(Valor promocional de R$ 70,00 para as primeiras 10 inscrições.
Válido apenas para pagamentos por depósito bancário)
FORMAS DE PAGAMENTO: Depósito bancário / Cartão de Crédito (PagSeguro)

MATERIAL: Certificado de participação e Apostila (arquivo em PDF)

INFORMAÇÕES
cineum@cineum.com.br / Fone: (51) 9320-2714


REALIZAÇÃO
Cine UM Produtora Cultural

PATROCÍNIO
PARCERIA
Espaço Vídeo
Papo de Cinema

Nenhum comentário: