Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Cine Dica: Em Cartaz: Muito Barulho Por Nada


Sinopse: Leonato (Clark Gregg) é o governador de Messina e pai da bela Hero (Jillian Morgese). Quando eles recebem a visita do amigo Don Pedro (Reed Diamond), que retornava de uma guerra acompanhado do irmão rebelde Don John (Sean Maher) e ainda dois policiais, Benedick (Alexis Denisof) e Claudio (Fran Kranz), este último se apaixona perdidamente pela jovem. Enquanto isso, Benedick tenta esconder o interesse que nutre pela sobrinha do político, Beatrice (Amy Acker), que faz o mesmo. Enquanto os amigos tentam aproximar os dois, o malvado irmão do nobre guerreiro arma uma conspiração para atrapalhar os planos de casamento dos jovens pombinhos Hero e Claudio e parece ter conseguido, mas um fato inesperado poderá ajudar essa história a ter um final feliz.

No mais novo filme baseado numa peça de William Shakespeare, ‘Muito Barulho por Nada’, tem a surpreendente direção de Joss Whedon, aclamado diretor pela superprodução Vingadores, que aqui também escreveu o roteiro e o produziu em apenas 12 dias.  Conhecido antes pelas séries como ‘Buffy, a caça-vampiros’ e ‘Angel’, o diretor sempre se demonstrou ser fã pelas obras do  autor britânico. Os fãs que o acompanham mais de perto, sempre perceberam a influência shakespeareana em seus roteiros.
Devido a isso, os fãs de carteirinha do diretor não ficaram muitos surpresos, quando ele próprio revelou, que uma de suas reuniões com amigos na sua casa, tinha sido produzida um filme com roteiro adaptado de uma das famosas peças. Salto a vista, ‘Muito Barulho por Nada’ é uma produção independente, que prova que para se fazer uma boa historia para tela grande, não é obrigatório ter uma fortuna em mãos, mas sim com um bom roteiro e um elenco de primeira. Entre os atores que participam dessa pequena obra, estão inúmeros que Joss Whedon conquistou a amizade ao longo desses anos de trabalho, pois além de possuir grande talento, ele é sempre habilidoso na direção de atores.
Nomes como Nathan Fillion de ‘Buffy’ (que atualmente é estrela de ‘Castle’), Amy Acker de ‘Angel’ e ‘Dollhouse’, Alexis DenisofBuffy’ e ‘Angel’, Fran Kranz de ‘Dollhouse’, Sean Maher de ‘Firefly’ (e do filme ‘Serenity: A Luta Pelo Amanhã’) e também Clark Gregg, que atualmente é mundialmente conhecido como o agente Coulson, que participa dos filmes da Marvel no cinema. Todos eles, reunidos em um filme de pouco mais de uma hora e meia, mas que surpreendentemente, cada um tem o seu espaço na trama.  Rodado em nenhum estúdio, o filme simplesmente foi criado na casa de Joss Whedon e foi todo filmado todo  em preto e branco, mantendo as falas originais do texto de William Shakespear, mas jogando a trama nos nossos dias atuais.
Embora já tenhamos visto obras do autor sendo transportadas para os nossos dias (como Romeu Julieta), essa adaptação não deixa de passar criatividade do começo ao fim e prova que as obras do autor britânico funcionam até hoje e provando que ele era um gênio a frente do seu tempo. 

Me sigam no facebook e twitter.

Nenhum comentário: