Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 12 de março de 2012

Cine Especial: O Cinema de Quentin Tarantino: Parte 8

Nos dias 17 e 18 de março, estarei participando do curso “O Cinema de Quentin Tarantino”, realizado no Cinebancários, criado pelo CENA UM e ministrado pelo cineasta e diretor de teatro Mauro Baptista Vedia. E enquanto o evento não acontece, por aqui, estarei postando tudo o que eu sei sobre esse grande diretor criativo, que foi a melhor coisa que surgiu nos anos 90!


COMO ROTEIRISTA!

AMOR A QUEIMA ROUPA
Sinopse: O jovem Clarence Worley (Christian Slater) conhece uma call-girl, Alabama Whitman (Patricia Arquette), por quem acaba se apaixonando e se casando. Quando Clarence vai ao encontro de Drexl Spivey (Gary Oldman), o cafetão de Clarence, para pegar suas roupas e comunicar que agora ela está casada, um tiroteio se inicia. Na confusão ele pega uma mala cheia de cocaína, mas os donos da droga resolvem persegui-lo.
Esse foi o primeiro roteiro de Quentin Tarantino, e por si só, é uma bem humorada e sanguinolenta brincadeira com clichês do cinema. Seu estilo é marcado pelos diálogos afiados, personagens unidimensionais e situações básicas, quase físicas. A chacina do final é antológica, e o elenco é de primeira (onde Christopher Walker e Dennis  Hopper se destacam num dialogo). Curiosamente, Alabama (personagem de Patrícia Arquete), é citada em Cães de Aluguel, dando a entender, que no passado trabalhava como uma ladra, ao lado do personagem de Harvey Keitel!


ASSASSINOS POR NATUREZA
Sinopse: Mickey Knox (Woody Harrelson) e Mallory Knox (Juliette Lewis) se uniram pelo desejo que um sente pelo outro e por amarem a violência. Eles mataram algumas dezenas de pessoas em 3 semanas, mas sempre deixam alguém vivo para contar quem fez os crimes. Mickey e Mallory viram atração através da imprensa sensacionalista e o repórter Wayne Gale (Robert Downey Jr.), o principal responsável, os coloca no programa de televisão American Maniacs. Mesmo a captura deles pela polícia só aumenta a popularidade enorme dos criminosos, o que motiva Gale em transformar tudo num grande circo.
Apesar de a trama ser baseado num dos primeiros roteiros de Tarantino, ao longo do percurso, foi bastante reescrito, porém, a fonte original não foi ignorada. Vertiginoso do inicio ao fim, Oliver Stone cria um verdadeiro clipão, onde fotografia e uma montagem acelerada tornam o filme bem distante do convencional, onde a violência ao extremo jorra na tela. Porém, o filme é uma dura critica contra a imprensa sensacionalista que adora fazer de um caso, um verdadeiro espetáculo, onde o grande destaque fica por conta do repórter ambicioso (Robert Downey Jr, espetacular), que faz de tudo, para cobrir sobre o casal central, os assassinos Mickey Knox (Woody Harrelson) e Mallory Knox (Juliette Lewis). Na época de lançamento, não faltou pessoas que acusassem o filme de ser ultra violento e que afetasse as pessoas, mas para aqueles que buscam algo incomum (com algum sinal de inteligência no cinema americano), o filme é imperdível!


 Me Sigam no Facebook e Twitter:

Nenhum comentário: