Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 12 de março de 2012

Cine Especial: O Cinema de Quentin Tarantino: Parte 8

Nos dias 17 e 18 de março, estarei participando do curso “O Cinema de Quentin Tarantino”, realizado no Cinebancários, criado pelo CENA UM e ministrado pelo cineasta e diretor de teatro Mauro Baptista Vedia. E enquanto o evento não acontece, por aqui, estarei postando tudo o que eu sei sobre esse grande diretor criativo, que foi a melhor coisa que surgiu nos anos 90!


COMO ROTEIRISTA!

AMOR A QUEIMA ROUPA
Sinopse: O jovem Clarence Worley (Christian Slater) conhece uma call-girl, Alabama Whitman (Patricia Arquette), por quem acaba se apaixonando e se casando. Quando Clarence vai ao encontro de Drexl Spivey (Gary Oldman), o cafetão de Clarence, para pegar suas roupas e comunicar que agora ela está casada, um tiroteio se inicia. Na confusão ele pega uma mala cheia de cocaína, mas os donos da droga resolvem persegui-lo.
Esse foi o primeiro roteiro de Quentin Tarantino, e por si só, é uma bem humorada e sanguinolenta brincadeira com clichês do cinema. Seu estilo é marcado pelos diálogos afiados, personagens unidimensionais e situações básicas, quase físicas. A chacina do final é antológica, e o elenco é de primeira (onde Christopher Walker e Dennis  Hopper se destacam num dialogo). Curiosamente, Alabama (personagem de Patrícia Arquete), é citada em Cães de Aluguel, dando a entender, que no passado trabalhava como uma ladra, ao lado do personagem de Harvey Keitel!


ASSASSINOS POR NATUREZA
Sinopse: Mickey Knox (Woody Harrelson) e Mallory Knox (Juliette Lewis) se uniram pelo desejo que um sente pelo outro e por amarem a violência. Eles mataram algumas dezenas de pessoas em 3 semanas, mas sempre deixam alguém vivo para contar quem fez os crimes. Mickey e Mallory viram atração através da imprensa sensacionalista e o repórter Wayne Gale (Robert Downey Jr.), o principal responsável, os coloca no programa de televisão American Maniacs. Mesmo a captura deles pela polícia só aumenta a popularidade enorme dos criminosos, o que motiva Gale em transformar tudo num grande circo.
Apesar de a trama ser baseado num dos primeiros roteiros de Tarantino, ao longo do percurso, foi bastante reescrito, porém, a fonte original não foi ignorada. Vertiginoso do inicio ao fim, Oliver Stone cria um verdadeiro clipão, onde fotografia e uma montagem acelerada tornam o filme bem distante do convencional, onde a violência ao extremo jorra na tela. Porém, o filme é uma dura critica contra a imprensa sensacionalista que adora fazer de um caso, um verdadeiro espetáculo, onde o grande destaque fica por conta do repórter ambicioso (Robert Downey Jr, espetacular), que faz de tudo, para cobrir sobre o casal central, os assassinos Mickey Knox (Woody Harrelson) e Mallory Knox (Juliette Lewis). Na época de lançamento, não faltou pessoas que acusassem o filme de ser ultra violento e que afetasse as pessoas, mas para aqueles que buscam algo incomum (com algum sinal de inteligência no cinema americano), o filme é imperdível!


 Me Sigam no Facebook e Twitter:

Nenhum comentário: