Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Cine Dica: Em DVD: LIXO EXTRAORDINÁRIO

99 NÃO É 100
Sinopse: Uma análise sobre o trabalho do artista plástico Vik Muniz no Jardim Gramacho, localizado na cidade de Duque de Caxias (RJ), que é um dos maiores aterros sanitários do mundo.
Vik Muniz fez o que para muitos parecia impossível que era criar a arte em meio a enormes montanhas de lixo, melhor dizendo no maior aterro da America do sul que fica no Jardim Gramacho. Com a idéia fixa na cabeça, o brasileiro erradicado nos Estados Unidos decide não só vim para cá para fazer isso, como também mudar a vida de algumas pessoas de lá que iriam participar na construção das imagens através de lixo tanto seco como orgânico e dentre outras coisas que são jogadas fora pelo resto da sociedade. O que difere de outros documentários com o mesmo assunto, é que Muniz decidiu focar o dia a dia dessas pessoas neste tipo de trabalho, o que vai contra as expectativas de muitos, pois quando achamos que iremos ver pessoas tristes e desiludidas com a vida por trabalharem naquele lugar, vemos pessoas alegres e determinadas a seguirem em frente, mesmo com o pouco que lhe restam. Mal sabendo é claro, que ao longo do documentário, gradualmente suas vidas vão mudando, unicamente por terem servido de modelos para o artista plástico.
Perfeito do inicio ao fim, Lixo Extraordinário conquista o espectador de uma maneira rápida e positiva e faz nos querer saber mais daquele mundo que para muitos é o fundo do poço, mas é um exemplo de pessoas que possuem perseverança e persistência acima de tudo.


Curiosidades: Lixo Extraordinário foi dirigido a seis mãos. Começou com Lucy Walker, depois entraram João Jardim (Janela da Alma) e Karen Harley, para depois ser fechado novamente por Walker.
As fotos usadas na ficha deste filme são de Camila Girardelli.

Me Sigam no Facebook e Twitter:

http://pt-br.facebook.com/people/Marcelo-Constantine/100001635958492
http://twitter.com/#!/cinemaanosluz

Um comentário:

ANTONIO NAHUD disse...

Muito bom!
Marcelo, vc já faz parte do blog GRUPO DE BLOGS DE CINEMA CLÁSSICO? Participe. Gera uma ótima divulgação.


O Falcão Maltês