Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Cine Dica: Em Cartaz: 'Cavalo'

Sinopse: Envolvidos num processo artístico, sete jovens dançarinos são provocados a um mergulho em suas ancestralidades. 

Diferente do que muitos pregam o Brasil é um país laico, cuja as diversas religiões possuem raízes vindas de diversas partes do globo. Em alguns casos, por exemplo, elas são a verdadeira fonte da ligação do ser humano com a própria natureza e da qual esse último busca se reencontrar com o seu berço de origem. "Cavalo" fala sobre arte movida por crenças e da crença é onde nasce uma grande energia.

Dirigido por Rafhael Barbosa e Werner Salles, o documentário “Cavalo” acompanha a vida de sete jovens dançarinos que são provocados a um mergulho em suas ancestralidades. Na medida em que a trama avança a narrativa dá lugar para uma apreciação visual e onde testemunhamos algo, por vezes, incomum. Ao final, os protagonistas abraçam as suas raízes até o seu limite.

Transitando entre ficção e documentário experimental, "Cavalo" se difere de outras obras recentes do cinema brasileiro, já que ele não procura dar explicações como um todo, mas deseja que o cinéfilo mergulhe naquele universo estranho, porém, rico de nossa cultura e que não pode ser ignorada. Os personagens, por exemplo, se despem em cena, dançam sem nenhuma vergonha e se entregam para energias vindas da natureza e nas suas crenças.

No recente documentário "A Última Floresta" algo parecido acontece, sendo que uma vez os índios nunca abandonaram as suas crenças e mantendo as suas tradições mesmo quando ameaçam as suas terras. Já aqui vemos jovens da civilização, da selva de concreto e que procuram se encontrar dentro de si naquilo que eles descobrem e acreditam. Tecnicamente o filme é um mosaico de detalhes surpreendentes, dos quais a edição e a fotografia dançam sublimemente conforme a música toca.

Claro que não é um filme para todos, principalmente para alguns conservadores que acham que o nosso país deva ser governado por uma única ideia, sendo que há várias e das quais merecem ser desfrutadas. Ao final da projeção concluímos que sofremos com tão pouco, sendo que a nossa real riqueza esteja na verdade em um lago, na floresta ou em uma caminhada na chuva e onde, enfim, encontramos o nosso real ser.

"Cavalo" é sobre a jornada de cada um de nós pela procura da paz espiritual através de nossas raízes vindas do fundo de nossos corações. 


Joga no Google e me acha aqui:  
Me sigam no Facebook twitter, Linkedlin e Instagram.  

Nenhum comentário: