Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 18 de agosto de 2020

Cine Dica: Durante a Quarentena Assista: 'MISTER PIP'

 Sinopse: O senhor Watts é o único homem branco que vive na ilha de Bougainville. Ele decide ensinar às crianças do local a história do livro "Grandes Expectativas", de Charles Dickens. 


Em tempos em que o autoritarismo sobrevive se camuflando de democracia sempre acaba surgindo poderosos com o intuito de extorquir patrimônios naturais de outros povos. Em meio a isso, a cultura vs ignorância duelam de igual para igual e culminando na vitória do primeiro, mesmo tendo tido diversos sacrifícios em meio ao percurso. "Mister Pip" (2012) fala sobre o poder do conhecimento que pode mudar o mundo, mas para isso é preciso enfrentar inúmeros obstáculos.

Dirigido por Andrew Adamson, do primeiro filme "Sherk" (2001), o filme conta a história de uma pequena ilha da Papua Nova Guiné, onde Mr. Watts (Hugh Laurie) é o único homem branco. Este professor decide reabrir uma escola, e ensinar às crianças a história do livro Grandes Esperanças, de Charles Dickens. A adolescente Matilda (Xzannjah Matsi) fica fascinada com o romance, mas seus sonhos são interrompidos pela dura realidade local, quando inimigos chegam à ilha em busca de rebeldes, e um mal entendido leva-os a crer que o jovem Pip é um homem perigoso.

O filme pode ser dividido em dois atos distintos, onde no princípio testemunhamos a cultura vs crença, mas das quais começam a conviver em harmonia. Porém, ambição e ignorância é que se torna o principal veneno do segundo ato, que vem para invadir o cenário e fazendo daquela realidade um verdadeiro pesadelo. Em meio a isso, cabe a jovem Maltida abraçar a magia da literatura para não desistir de sua própria vida.

Logicamente, o filme nos chama atenção pela atuação sempre competente de Hugh Laurie. Conhecido mundialmente como protagonista da série  "House" (2004 a 2012) sua atuação como professor de literatura da trama se equipara a outros professores do cinema, que vai desde ao que foi visto "Ao Mestre com Carinho" (1967), como também do "Sociedade dos Poetas Mortos"(1989). Com uma personalidade complexa, seu personagem nos emociona a cada cena e sua última aparição na história é sem dúvida um dos momentos mais angustiantes de todo o longa.

Além dos filmes já citados, o longa também não se difere de outras obras como, por exemplo, "Farenheit 451" (1966), já que ambos os casos colocam o papel do livro como um símbolo de resistência perante os horrores criados pelo próprio homem. Aliás, esse horror sempre acontecerá enquanto houver a ambição pelas fontes de riqueza, mas o bem mais valioso que é o conhecimento sempre se tornará intocável enquanto houver uma pessoa em busca para abraçá-lo. Maltida encara o verdadeiro horror de frente, mas é graças ao amor pela literatura ensinado pelo professor Mr. Watts que fará toda a diferença.

Com um final esperançoso, mesmo com o horror que testemunhamos, "Mister Pip" fala sobre conhecimento e fé e dos quais ambos elementos podem sim caminhar em frente para enfrentar as adversidades que podem nos alcançar. 


Onde assistir: Completo pelo Youtube 


Joga no Google e me acha aqui:  
Me sigam no Facebook,  twitter, Linkedlin e Instagram.  

Nenhum comentário: