Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Cine Dicas: Em Blu-Ray - DVD – VOD:

A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata

Sinopse: Juliet Ashton (Lily James) é uma jovem escritora, com falta de inspiração, que logo após a Segunda Guerra Mundial recebe uma carta de um membro da misteriosa Sociedade Literária de Guernsey, uma organização formada durante o período de ocupação nazi. 

A Sociedade Literária e A Torta de Casca de Batata é uma adaptação homônima do livro de mesmo nome, de Mary Ann Shaffer e Annie Barrows, feita maravilhosamente pela Netflix! Dirigido por Mike Newell, também diretor do quarto filme da série Harry Potter, já podemos iniciar o filme sabendo que uma decepção será pouco provável, ainda mais tendo Lily James como protagonista, mostrando que é boa no que faz, independente do papel. Quem viu Mamma Mia 2, e agora verá este, perceberá que Lily é uma atriz muito versátil e realiza com bastante maestria quaisquer personalidades que lhe sejam confiadas. 


Sua Melhor História

Sinopse: Durante o London Blitz de 1940, a roteirista Catrin se junta a uma equipe de filmagem britânica para tentar fazer um filme patriota para levantar a moral inglesa durante a Segunda Guerra Mundial.

A interpretação da protagonista prende a atenção do público emocionalmente e sentimos junto com ela todo seu esforço, dedicação e principalmente a perda. Sem dúvidas, é uma das melhores atuações femininas no ano. Sam Claflin está irreconhecível depois de ‘Como Eu Era Antes de Você’ e muito bem na pele do roteirista sério, preciso, mas de bom coração. E Nighy comanda a admiração do espectador a cada momento em frente à câmera pela sua confiança e autoestima.
Sua Melhor História  tem muitas camadas em que muito delas são muito bem exploradas e outras nem tanto, mas sua riqueza ao explorar o valor do cinema, a influência dos roteiristas e as motivações dos personagens. Tem total fascínio aos olhos do público.  



Nenhum comentário: