Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Cine Dica: Erotismo delirante de Walerian Borowczyk no Projeto Raros

RELEITURA ERÓTICA E ONÍRICA DE DR. JEKYLL AND MR. HYDE É ATRAÇÃO DO PROJETO RAROS
Nesta sexta-feira, 15 de abril, às 20h, o Projeto Raros da Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (3º andar) exibe Dr. Jekyll e as Mulheres (Docteur Jekyll et les femmes, 1981, 95 minutos), releitura erótica e onírica do clássico literário de Robert Louis Stevenson. O filme é dirigido por Walerian Borowczyk, autor de filmes como O Monstro e Contos Imorais, marcos do cinema erótico dos anos 1970. Após a projeção, debate com os críticos e pesquisadores Carlos Thomaz Albornoz e Paulo Blob. Com exibição digital e legendas em português, a sessão tem entrada franca.  

SINOPSE: A festa de noivado do Dr. Henry Jekyll (Udo Kier) e Miss Fanny Osborne (Marina Pierro) tem a presença de convidados respeitáveis: um general, um médico, um padre, um advogado. Mas também há morte, também há sexo. Aos poucos, os convidados passam a acreditar que um deles pode ser um maníaco com um alucinante apetite sexual.  

O filme ganhou o prêmio de melhor direção no tradicional Festival de Sitges em 1981. Foi exibido com o título pretendido por Borowczyk, Docteur Jekyll et Miss Osborne, em uma referência à esposa de Robert Louis Stevenson, Fanny Osbourne. Diz a lenda que ela ficou horrorizada com o manuscrito original do livro e que Stevenson reescreveu toda a história. Após brigas com os distribuidores e alteração do título, Borowczyk viu sua obra ter um lançamento limitado. Até 2015, quando houve uma restauração completa, a cópia original do filme permaneceu inacessível.
Com a palavra, Borowczyk: erotismo é uma das partes mais morais da vida. Erotismo não mata, não extermina, não encoraja o mal, não leva ao crime. Ao contrário, deixa as pessoas mais gentis, traz alegria, dá satisfação, leva as pessoas a um prazer generoso. 
Carlos Thomaz Albornoz é crítico de cinema, membro da ACCIRS e ator sempre que falta alguém e o diretor aceita qualquer um para o papel. Nascido em Cachoeirinha/RS, Paulo Blob é ex-fanzineiro e ex-blogueiro. Adorador de punk rock, literatura barata, filmes B, arte marginal, boêmia, brincadeiras pesadas, confusão, perspectivas distorcidas da realidade, iconoclastia, heresia, má educação e grosserias em geral.
   
PROJETO RAROS
DR. JEKYLL E AS MULHERES
(Docteur Jekyll et les femmes, 1981, 95 minutos),
Direção: Walerian Borowczyk
Elenco: Udo Kier, Marina Pierro, Gérard Zalcberg, Howard Vernon
França/Alemanha Ocidental
  
Sala P. F. Gastal
Coordenação de Cinema, Vídeo e Fotografia
Av. Pres. João Goulart, 551 - 3º andar - Usina do Gasômetro
Fone 3289 8133
www.salapfgastal.blogspot.com

Nenhum comentário: