Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sábado, 8 de dezembro de 2012

Cine Dica(breve em cartaz): Liv & Ingmar – Uma História de Amor


Sinopse: O documentário discorre sobre a relação de 42 anos entre a atriz norueguesa Liv Ullmann e o diretor sueco Ingmar Bergman. Narrado sob o ponto de vista de Liv o filme é construído a partir de uma entrevista com a atriz e de imagens dos filmes realizados por ambos com cenas dos bastidores fotografias trechos de Changing - autobiografia da atriz - e cartas pessoais de Ingmar para ela. Um olhar sobre dois grandes artistas e seres humanos amigos e companheiros.

No inicio do filme A Hora do Lobo, a personagem de Liv Ullmann se senta e começa a falar com a gente  sobre sua relação conflituosa entre ela e o marido na trama(Max Von Sydow). Na época a atriz estava grávida do cineasta Bergman e o que se vê na tela, nada mais são do que a vida imitando a arte, pois o amor e conflitos que ambos os veteranos passavam juntos, o cineasta inseria tudo isso em seus filmes em que trabalhou com ela. Para marinheiro de primeira viagem, isso pode até parecer deselegante, mas acredito que isso funcionava para exorcizar os demônios interiores que cada um tinha ao longo dos anos que passaram juntos, rendendo então uma das melhores parecerias entre um cineasta e sua musa nas telas.
Tanto Bergman como Ullmann construíram uma carreira exemplar e muito elogiada na Suécia, sem precisar do cinema americano para isso, mas como toda a perfeição que se preze tudo tem o seu preço. Ambos se amavam, mas Bergman talvez não soubesse administrar isso, ao ponto de tentar de todas as formas de isolar a atriz do mundo. Contudo, Liv Ullmann é alguém maior do que a vida e mesmo amando o cineasta, não poderia permitir que aquela situação continuasse o que acabou gerando a separação de ambos, mas jamais o desligamento. Tornaram-se amigos muitos íntimos até o ultimo dia de vida do cineasta e tudo isso é muito bem explicado pela própria atriz, num desabafo e ao mesmo tempo uma declaração de amor ao cineasta neste belo documentário dirigido por  Dheeraj Akolkar.
Na projeção, vemos Ullmann ainda bela, mas carregando boas e más lembranças da vida que teve ao lado do cineasta. A grande sacada do documentário é de exibir inúmeras cenas dos filmes em que ela atuou para o cineasta, para então nos darmos conta de como aquelas tramas (como Retratos de um Casamento), tinham tudo haver com os altos e baixos que os dois passavam. O filme nos brinda com inúmeros momentos clássicos desses filmes, além de  termos o prazer de  presenciar a  Ilha de Fårö que tanto Bergman gostava de filmar e que se tornou lar dele com a atriz.
Embora curto, o filme sintetiza como um todo a vida desse incrível casal e acima de tudo é um tributo de amor e respeito para um dos grandes cineastas que surgiram no século 20. 

Me  Sigam no Facebook e Twitter

Um comentário:

renatocinema disse...

Esse sim é um documentário, filme imperdível........obrigatório.

abs