Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Cine Dica: Em DVD e Blu-Ray: Os Mercenários 2

DESLIGUE O SEU CEREBRO E CURTA
Sinopse:O grupo de mercenários liderado por Barney Ross (Sylvester Stallone) se une para uma nova empreitada. Após perderem um amigo assassinado pelo temido Vilain (Jean-Claude Van Damme), a turma embarca em uma jornada em busca de vingança. Ao mesmo tempo, recebem a missão de Church (Bruce Willis) de evitar de Vilain coloque as mãos em uma quantidade impressionante de plutônio enriquecido, que possibilitaria a produção de armas nucleares. Ross contará com a ajuda de Christmas (Jason Statham), Gunner (Dolph Lundgren), Hale (Terry Crews), Toll (Randy Couture) e Trench (Arnold Schwarzenegger), isso sem falar no misterioso Booker (Chuck Norris).

Quem cresceu assistindo os filmes de ação dos anos 80(e inicio dos anos 90), deve se lembrar que esse gênero era povoado por heróis brucutos,fortões, que viviam destruindo exércitos inteiros e sem levar um tiro sequer. Os anos foram passando e as coisas foram mudando, sendo que a formula de um exercito de um homem só foi tão usada, que acabou se desgastando e se tornando até mesmo piada. Stallone, Schwarzenegger, Willis e tantos outros, foram procurar outra coisa para fazer na vida ou ficar num museu da historia.
Mas eis que para a surpresa de muitos, Stallone decidiu tirar da armário o seu lado de cineasta e fazer um filme aos moldes daquele tempo de sucesso. O resultado foi Os Mercenários, filme que reunia um time de cascas grossas, cuja missão era derrotar um país latino fictício. Embora tendo apenas pequenas pontas de Schwarzenegger e Willis, a brincadeira foi o suficiente para realizar um pouco do sonho de qualquer marmanjo atualmente e que desejava ver esses brucutus reunidos num único filme.        
Com o dinheiro no bolso, Stallone novamente encomendou um segundo filme, dessa vez com direção de Simon West (A Rota da Fuga), com direto de uma participação bem maior de Arnold, Willis e (pasmen) Jean-Claude Van Damme como vilão que está mais a vontade do que nunca demonstrando seu lado vilanesco bem canastrão. A trama pouco importa, sendo que nela se encontra todas as formulas já sugadas, usadas e copiadas a exaustão ao longo desses anos dentro do gênero, sendo que isso é proposital, já que a proposta é pura nostalgia e de ver velhos conhecidos que teimam em não se aposentar. Para completar, Chuck Norris surge do nada no ato final da trama, fazendo piada de si mesmo e provando que ainda da conta do recado dentro desse gênero.  

Me  Sigam no Facebook e Twitter

Nenhum comentário: