Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Cine Especial: EXPRESSIONISMO ALEMÃO - UMA SINFONIA DE LUZES E SOMBRAS: Parte 2


De 08 á 11 de outubro, estarei participando do curso EXPRESSIONISMO ALEMÃO - UMA SINFONIA DE LUZES E SOMBRAS, criado pelo Cena Um e ministrado pelo especialista no assunto Carlos Primati. E enquanto os quatro dias não vêm, por aqui, estarei postando os principais filmes, sobre o melhor período cinematográfico da Alemanha.
  
M, O Vampiro De Dusseldorf
  
sinopse: Dusseldorf passa por um momento crítico. Assassinatos em série assustam os moradores da cidade. Meninas são abordadas, seviciadas e mortas por um homem que desafia a polícia. À busca de pistas, qualquer pessoa pode ser o procurado e, por vezes, inocentes são acusados. A polícia vasculha a cidade enquanto os mafiosos, tendo como chefe o poderoso Schränker, montam uma "tropa" composta por mendigos e trapaceiros. O propósito é encontrar o assassino, antes da polícia. Assim, estariam livres para promover seus "negócios"

O primeiro filme falado do diretor austríaco Fritz Lang (Metropolis) e foi baseado em fatos verídicos. A trama é baseada sobre um assassino de crianças, Peter Kürten, que por volta de 1925 cometeu 10 crimes na cidade de Düsseldorf. O filme é um verdadeiro retrato do clima de terror que se alastrava na Alemanha, na época da ascensão do nazismo, e para piorar, o cinema alemão estava vivendo seus piores anos. Contudo, Anjo Azul e M., o vampiro de Dusseldorf são exceções honrosas.
Rodado do começo ao fim em estúdio, M revela o então ator de teatro Peter Lorre (1904-1968), que, apesar de ter atuado em outros filmes posteriores, ficou marcado para sempre como o homem de olhos esbugalhados e se tornou um dos maiores vilões do cinema..
Não faltam momentos que se tornaram clássicos desse filme, como a parte do cego vendedor de balões, que tem contato com o assassino. Ele o reconhece através da melodia que o homem assobia. Alertado, um dos componentes da "tropa" escreve com giz um M (Mörder= assassino) na palma da mão, marcando o facínora nas costas. Após uma grande perseguição, os mafiosos capturam o assassino e o submetem a julgamento. Num monólogo, considerado um dos mais expressivos e surpreendentes da historia do cinema.

Metrópolis

Sinopse: Metrópolis, ano de 2026. Os seres humanos foram divididos em duas castas: os intelectuais, que moram na superfície, e os operários, que vivem nos subterrâneos da cidade e fazem todo o trabalho duro para que ela funcione. A divisão, porém, é estremecida quando o filho do prefeito desce aos subterrâneos e acaba se apaixonando por Maria, uma operária que tenta liderar seus companheiros contra os maus tratos a que são submetidos.

O grande charme desse filme sombrio, e aterrador é o cenário futurista fotografado por dois mestres - Karl Freund e Gunther Rittau. O roteiro foi escrito pelo próprio Lang e por sua mulher, Thea Von  Harbou também autora da historia original e simpatizante do nazismo. O próprio diretor não gostou da solução conciliatória para a luta das classes, por isso chegou a dizer que o final era falso. O filme passou a historia como representante legitimo do expressionismo alemão e um clássico de cinema fantástico. Anos mais tarde, seu visual futurístico (com incríveis arranha céus), serviria de base para a criação do visual de outros filmes como a ficção Blade Runner.      

Curiosidade: A primeira versão de Metrópolis tinha mais de três horas de duração, mas se perdeu. A primeira versão americana tinha 159 minutos e a alemã 153 minutos. Há uma versão restaurada pelo Filmmuseum Munich, que editou cenas perdidas e tem 150 minutos.Em 2008, em Buenos Aires, Argentina, foi encontrada a versão original do filme;
  
Dr. Mabuse – O Jogador

Sinopse: Dr. Mabuse é um psicanalista que faz uso do seu poder de sugestão e hipnose para cometer crimes. Inicialmente como apostador, o protagonista e os seus cúmplices passam a arriscar cada vez mais, com golpes à bolsa de valores e assassinatos. Mabuse nos seus planos disfarça-se sempre, o que dificulta a investigação do seu perseguidor, o oficial von Wenck.
  
Dr. Mabuse – O Jogador é um filme policial, precursor do chamado cinema noir, que o próprio Lang ajudou a desenvolver na sua fase hollywoodiana. O filme insere-se no contexto de uma Alemanha decaída após I Guerra Mundial. A humilhação perante o mundo, a conseqüente crise financeira, a instabilidade política, a impopularidade do conflito, geraram obras que se caracterizam pelo horror, pelo fantástico e pelo crime, um mundo de pesadelo em que os recursos visuais contribuem para uma narrativa expressionista, refletindo a visão do mundo do autor. O filme destaca-se pela assombrosa interpretação de Rudolf Klein-Rogge, no papel do Dr. Mabuse, que nos convence com os seus diversos disfarces; pela fotografia, que sugere a escuridão e o caráter sombrio do personagem, além da cena apoteótica de hipnotismo coletivo num teatro, ( durante a segunda parte), em que Mabuse surge no seu disfarce mais expressivo.
Com uma montagem bastante criativa e uma banda-sonora moderna (na versão do DVD), a obra figura como uma das mais significativas da escola expressionista alemã. Dr. Mabuse aparece ainda em mais dois filmes de Fritz Lang: O Testamento do Dr. Mabuse (1933) e Die 1000 Augen des Dr. Mabuse (1960), último filme do realizador no seu regresso à Alemanha.

Me  Sigam no Facebook e Twitter

4 comentários:

Celo Silva disse...

Preciso assistir M, dizem ser uma baita obra-prima.

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

O expressionismo cinematográfico alemão é tudo de bom.

O Falcão Maltês

Marcelo C,M disse...

Com certeza Antonio. Quanto a vc Celo, corra atras, pois vale a pena.

disse...

Mais três bons filmes! Vi O Testamento do Dr. Mabuse a gostei muito, bastante suspense o tempo todo!
Abraços!