Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Cine Dica: Em Cartaz: Hotel Transilvânia



Sinopse: O Hotel Transilvânia é um resort cinco estrelas que serve de refúgio para que os monstros possam descansar do árduo trabalho de perseguir e assustar os humanos. O local é comandado pelo Conde Drácula (Adam Sandler), que resolve convidar os amigos para comemorar, ao longo de um fim de semana, o 118º aniversário de sua filha Mavis (Selena Gomez). O que ele não esperava era que Jonathan (Adam Samberg), um humano sem noção, fosse aparecer no local justo quando o hotel está repleto de convidados e, ainda por cima, se apaixonasse por Mavis.

A idéia não é nova, principalmente para as pessoas mais velhas que cresceram vendo o clássico A Festa do Monstro Maluco e que imediatamente se tornou um clássico instantâneo nos anos seguintes. A animação dos anos 60 servia para prestar uma homenagem aos monstros clássicos da Universal, sendo que aqui não é diferente, mas usando elementos típicos das animações recentes, desde a uma produção caprichada, para típica lição de moral previsível. Não que o mais novo filme de  Genndy Tartakovsky (Meninas Super Poderosas) seja uma produção descartável, pois ela empolga em alguns momentos, graças ao fato de sempre algo está acontecendo e tudo de uma forma bem cartunesca e agilizada.
O problema esta no fato das piadas funcionarem mais para as crianças do que para os adultos, contudo devo reconhecer que a dublagem brasileira caprichou bastante, ao inserir certas gírias que só brasileiro entende e que em minha opinião casou bem com a animação. No saldo geral, começa bem, se arrasta lá pela metade, e chega ao ato final meio que satisfatoriamente, mas não sem as típicas lições de moral semelhantes a já vistas em outros filmes como Procurando Nemo e até mesmo Entrando Numa Fria. Mas é preciso dar palmas para uma rápida piada que tira sarro da Saga Crepúsculo, que embora rápida seja mais do que eficaz.      

Me  Sigam no Facebook e Twitter

Nenhum comentário: