Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Cine Clássicos: Morro dos Ventos Uivantes

Estreando no ano da era de ouro do cinema (1939) filme ainda permanesse como um dos melhores romances de todos os tempos

Sinopse

Humilhado por seu irmão de criação, Heathcliff (Laurence Olivier) torna-se um homem rico e em busca de vingança. Ao mesmo tempo, porém, o rebelde nutre grande paixão por Cathy (Merle Oberon), irmã do homem que deseja matar e que, durante os anos em que esteve ausente da Inglaterra, casou-se com o nobre Edgar (David Niven).


O roteiro de Ben Hechte Charles MacArthur, que não avança além do 17º capitulo do livro, o elenco impecável, a direção perfeccionista Wyler e a fotografia deslumbrante de Gregg Toland que ganhou o Oscar fazem desse filme um dos maiores classicos do cinema americano.        

Curiosidades

Em suas memórias lançadas em 1971, David Niven conta alguns episódios das filmagens. Conta como o respeitado diretor Wyler exigiu que se filmasse dezenas de vezes uma cena em que ele chegava de carruagem puxando os cavalos. Já em outra passagem hilária, em uma cena dramática do filme, Niven foi obrigado a confessar ao diretor "que não sabia chorar". Obrigado a fazê-lo, acabou provocando um "acidente" com seu nariz, que fez a atriz da personagem morimbunda Merle Oberon levantar da cama e abandonar a cena, enojada.

Nenhum comentário: