Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 29 de março de 2016

Cine Dica: ABERTURA DA MOSTRA NUEVOS CINES – CINEMA ARGENTINO CONTEMPORÂNEO

Nesta terça-feira, 29 de março, a partir das 19h, acontece o coquetel de abertura da mostra Nuevos Cines – Cinema Argentino Contemporâneo, na Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (3º andar). O filme Dois Disparos, de Martín Rejtman, será exibido às 20h30. Entrada franca.  
Com onze filmes inéditos na cidade, o evento faz parte da programação especial da 57ª Semana de Porto Alegre da Coordenação de Cinema, Vídeo e Fotografia. Com curadoria do Giovani Borba e Leonardo Bomfim, produção da Livre Associação e apoio do Consulado Geral da República Argentina em Porto Alegre, a mostra também celebra o bicentenário do movimento que deu início ao processo de emancipação política da Argentina.
Martín Rejtman é um dos nomes mais importantes do cinema argentino contemporâneo, responsável por uma pequena revolução na década de 1990 com filmes como Rapado e Silvia Pietro. Havia uma expectativa bem grande para o lançamento de Dois Disparos em 2014, já que Rejtman não lançava um longa de ficção desde 2003. Com o tradicional gosto pelo absurdo do diretor, a maneira tranquila de filmar e uma liberdade incrível no roteiro, que encontra e desencontra personagens o tempo todo, Dois Disparos é certamente um dos grandes destaques da produção "invisível" argentina dos últimos anos.
 
Escreveu o crítico Martín Alomar na Revista Teorema:

"Dois Disparos apoia sua original discursividade em uma narrativa que é pura digressão, abrindo (e nunca fechando) uma porta atrás da outra em um relato que faz do exercício da indeterminação um efetivo recurso estético. Desta forma, Dois Disparos e Relatos Selvagens representam em sua polaridade duas visões completamente oblíquas, maneiristas e necessárias do que a “argentinidade” significa no imaginário dentro e fora de nossas fronteiras (termo anacrônico, se eles existem), construindo identidade, mas também a questionando, em uma conversação que na realidade funciona como dois monólogos que representam as duas faces de uma mesma moeda".
  
Sala P. F. Gastal
Coordenação de Cinema, Vídeo e Fotografia
Av. Pres. João Goulart, 551 - 3º andar - Usina do Gasômetro
Fone 3289 8133

www.salapfgastal.blogspot.com

Nenhum comentário: