Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 5 de março de 2013

Cine Especial: BRIAN DE PALMA: O PODER DA IMAGEM: Parte 6


Nos dias 10 e 11 de março, estarei participando do curso Brian de Palma: O Poder da Imagem, criado pelo CENA UM  e ministrado pelo jornalista Leonardo BomFim. Enquanto os dois dias não chegam, por aqui, estarei escrevendo tudo o que eu sei sobre os filmes desse cineasta, que muitos o consideram como sucessor (ou imitador) de Alfred Hitchcock.     
Missão Impossível

Sinopse: Durante uma missão de rotina em Praga, Ethan Hunt e seu grupo de agentes caem numa emboscada. Ethan descobre que apenas ele e uma outra agente sobreviveram. Ao ser acusado de ser o traidor que falhou a missão ele foge e tenta provar sua inocência, mas o verdadeiro inimigo está dentro da própria agência.

Somando dois mais dois, é mais do que lógico que Brian de Palma foi convidado para dirigir o primeiro Missão Impossível, devido a boa repercussão que teve do seu ultimo filme, Pagamento Final, pois aquela seqüência final do metro, provou que De Palma estava mais do que habito a fazer boas cenas de ação que a produção exigia. Baseado na clássica série de TV, o filme foi estrelado e produzido por Tom Cruise (no auge da carreira), que por causa disso, tinha a palavra final no desenvolvimento da produção. Embora até hoje a historia soe um tanto que confusa em alguns momentos, isso era compensando graças à direção de Palma, que embora estivesse em território novo (e sob supervisão de Cruise), conseguia injetar sua visão pessoal na elaboração de seqüência chaves da historia. Momentos como no inicio do filme, em que o grupo de agentes está numa missão dentro da festa, De Palma cria um verdadeiro clima de filme noir (algo que seria mais visto em Dália Negra).              
Mas quando se trata de cenas em que o diretor filmou neste filme, não tem como não deixar de lembrar, da famosa cena em que Tom Cruise está pendurado e precisa a todo custo pegar um disquete com uma lista importante. A seqüência é toda silenciosa, com o direito ao fato do protagonista não poder falar ou tocar em nada, porque senão o alarme dispara (a seqüência da gota de suor é digna de nota). Por fim, a seqüência alucinante do trem em que o mocinho enfrenta os vilões (com direito a um helicóptero dentro de um túnel), provou que De Palma não se intimidou em usar efeitos especiais e o resultado final é garantia certa de diversão.
Com o sucesso do filme, Missão Impossível foi o inicio de uma nova franquia do cinema, mas que infelizmente o diretor não retornaria nos capítulos seguintes, pois Tom Cruise preferiu que cada filme houvesse um diretor diferente no comando.   

Me Sigam no Facebook e Twitter: 

2 comentários:

Dr. Soup disse...

Que maravilha! Aproveite bastante o curso. De Palma é joia rara! E não acho que ele "imite" Hitchcock, soa-me mais como uma homenagem bem autêntica, um explícito elogio, mas sem tentar ser igual.


Ah, e valeu pelo toque. Já consertei minha postagem de ontem, sobre a Scarlett.

http://omundodoscinefilos.blogspot.com.br/

Um Abraço!

Marcelo C,M disse...

De nada meu amigo.