Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Cine Dica: Em Cartaz: Marcelo Yuka no Caminho das Setas



Sinopse: Este documentário segue a trajetória do artista Marcelo Yuka, bateirista da banda O Rappa, cuja vida se transformou ao levar nove tiros em um assalto no Rio de Janeiro. Desde o acidente, ele se movimenta com uma cadeira de rodas e luta para reencontrar o equilíbrio físico e espiritural, ao mesmo tempo em que busca novas formas de continuar com a carreira de músico.

Eu não tinha conhecimento sobre o trabalho de Marcelo Yuka, tanto como compositor, baterista e tão pouco sobre o trágico evento que o fez ficar paraplégico. Mas o documentário rodado pela cineasta  Daniela Broitman é um convite bem convidativo, tanto para os fãs, como também para o publico em geral, pois do inicio ao fim, nos simpatizamos com Yuka pela sua sinceridade com relação a situação que enfrentou ao longo dos anos e por também sempre tocar tudo no bom humor, mesmo em momentos nos quais tudo parece tão mórbido.
Como todo artista que se preze, Yuka cria o seu trabalho com amor, o que acaba se tornando bem prazeroso assistir as seqüências que ele fica compondo as suas musicas e passando para os cantores que trabalharam ao longo desses anos com ele. Antes desses momentos, o filme foca um pouco sobre os desentendimentos dele com o grupo O Rappa, mas não os detalha profundamente, pois essa não é a questão principal do documentário, mas sim o que leva uma pessoa seguir em frente, mesmo com tamanha dificuldade que passou ao longo desse período. Entretanto, Yuka sempre preocupado com o que o publico irá ver no documentário, exige sempre em não haver lagrimas durante o desenrolar do filme, rendendo assim momentos divertidos onde ele divide a cena com os seus pais, que sempre se emocionam quando se lembram dos primeiros e difíceis anos da recuperação do seu filho. A parte em que eles lêem cartaz para Yuka, dos fãs que haviam sido enviadas na época que estava hospitalizado, é um momento bem descontraído, no qual a mãe briga com ela mesma o tempo todo para não chorar, mas então Yuka sempre solta um perola para animar o clima, que alias, vem ao embalo das palavras do seu pai, que surpreende pela sua sinceridade e de não ter medo em colocar para fora certos segredos saídos do armário.        
Com pouco mais de uma hora e meia de projeção, o filme é um pequeno exemplo de coragem e fé de uma pessoa, que mesmo com as dificuldades de locomoção, jamais quis parar em seguir os seus sonhos, mesmo quando a realidade crua batia em sua porta. 

Em Cartaz: Cinebancários: Rua General da Câmera  424, Porto Alegre.  

Me  Sigam no Facebook e Twitter

Nenhum comentário: