Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 4 de julho de 2012

Cine Especial: TODAS AS CORES DE PEDRO ALMODÓVAR: Parte 2


Nos dias 14 e 15 de Julho, estarei participando do curso TODAS AS CORES DE PEDRO ALMODÓVAR, criado pelo CENA UM e ministrado pelo Doutor em Ciências da Comunicação Josmar Reyes. E enquanto os dois dias não vêm, por aqui, estarei escrevendo um pouco sobre o que eu sei desse  cineasta, que adora explorar o universo feminino de várias maneiras possíveis.

MULHERES A BEIRA DE UM ATAQUE DE NERVOS

Sinopse: Numa das coberturas mais chiques da Espanha, três mulheres chegaram a seu limite psicológico. Super-sexy Pepa (Carmen Maura) sempre obcecada com Iván (Fernando Guillén), o amante que terminou com ela deixando um recado na secretária eletrônica! Sua melhor amiga, a neurótica Candela (Maria Barranco) procura refúgio na casa de Pepa, pois recentemente descobriu que seu amante é um terrorista shiita. E a ex-esposa de Ivan, Lucia (Julieta Serrano), acaba de voltar de uma estadia de 20 anos em uma instituição para doentes mentais. Elas são todas completamente malucas - na verdade, estão à beira de um ataque de nervos... e uma delas está prestes a cometer um assassinato, a menos que as outras amalucadas "femmes fatales" possam detê-la.

Um dos primeiros e grandes sucessos da carreira de Almodóvar, que obteve não somente na Espannha, como internacionalmente. Essa hilariante comédia revisita o gênero, da forma como ele era criado no cinema americano dos anos 40, que por sua vez, é vagamente inspirado na peça A Voz Humana, de Jean Cocteau. A produção foi uma das primeira que fez finalmente o mercado internacional ficar de olho em Antonio Bandeiras e Carmen Maura da um verdadeiro banho de interpretação como Pepa, em momentos inesquecíveis.  Indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro, que infelizmente, acabou perdendo para Pelle, o Conquistador.      

Me Sigam no Facebook e Twitter:

Um comentário:

Unknown disse...

Ótimo blog, companheiro.

Lhe adicionei no meu, se puder retribuir eu agradeço. abraço
www.366filmesdeaz.blogspot.com.br