Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 24 de julho de 2012

Cine Dica: Em Cartaz: A ERA DO GELO 4

SEM CARLOS SALDANHA, FRANQUIA SAI DOS TRILHOS  
Sinopse: A louca perseguição de Scrat sempre à caça de sua noz inquieta perseguição à qual ele tem se dedicado desde os primórdios dos tempos tem consequências que mudam o mundo e causam um cataclismo continental que leva Manny Diego e Sid a viverem a maior aventura de todos os tempos. Nessa maré de mudanças Sid acaba reencontrando sua Avó turrona e o bando ainda tem de lidar com uma horda de piratas decididos a impedi-los de voltar para casa.

Quando o primeiro filme da Era do Gelo foi lançado, muitos viram certas semelhanças na historia, como aquela vista em Monstros SA, o que acabou dividindo a opinião da critica. Mas a partir do segundo e terceiro filme, a cine-serie ganhou personalidade própria, principalmente com a direção segura e muito bem humorada de Carlos Saldanha, que soube injetar, tanto humor na dose certa, como também boas cenas de ação, que no terceiro filme alias, atingem doses acavales e fazendo da aventura a maior bilheteria da franquia. Com um final que encerrava a trilogia com chave de ouro, uma quarta aventura era mais que desnecessária, mas ambição falou mais alto nos estúdios da Fox filmes e vendo a possibilidade do cofre ficar mais cheio, decidiram investir neste filme, mais sem o talento de Saldanha.
O resultado é uma trama dispensável, que os heróis se vêem forçados a se separarem da outra parte do bando, por causa da divisão dos continentes (forçadamente por culpa do esquilo Scrat). Se por um lado  Manny, Diego e Sid são os velhos personagens de sempre, o que falta aqui é um personagem coadjuvante  de peso e que roubasse a cena em momentos chaves da trama, assim como aconteceu no terceiro filme, em que a doninha caçadora Buck dava um verdadeiro show em cena, e aqui nesta quarta aventura, faz enorme falta. Salto a vista, o filme também não me fez conseguir rir em nenhum momento, sendo que as piadas são repetidas de outros filmes, que alias, escancaradamente fazem referencias a produções como Piratas do Caribe e Coração Valente, mas que não ajudam a melhorar na narrativa.
Pode agradar o pequeno publico infantil que não é nenhum pouco exigente, mas não é um filme que irá conquistar todas as idades.  

Me Sigam no Facebook e Twitter: 

Nenhum comentário: