Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Cine Clássicos: Cenas de Um Casamento

Ingmar Bergman foi um génio do cinema. Estando na Suécia foi o suficiente para conquistar o mundo com suas obras primas como O Sétimo Selo e Persona mas o cinema não bastava para ele. Eis que pesquisando os seus filmes para assisti-los me deparei com uma agradavel surpresa em forma de mini-série para a TV. Em 1973 o diretor criou um verdadeiro retrato da degradação de um casal em pleno anos 70 onde ainda existia um certo conservadorismo, mas Ingmar espoe a frágil vida do dia a dia de um casal. Confira a sinopse, video e curiosidades.
Sinopse: Há 10 anos Johan (Erland Josephson) e Marianne (Liv Ullmann) são casados. Ambos aparentam terem sucesso em suas carreiras, sendo ele um médico e ela uma advogada na área de direito familiar. Com as duas filhas, eles levam uma vida confortável. Eles são entrevistados por Palm (Anita Wall), uma repórter de televisão, para uma matéria sobre o que fazem para que o matrimônio deles seja um sucesso. Certo dia um casal muito amigo deles, Katarina (Bibi Andersson) e Peter (Jan Malmsjö), vêm para um jantar. Logo Katarina e Peter demonstram que seu casamento passa por uma série crise. Johan e Marianne tentam acalmar seus convidados, pois Katarina e Peter foram muito amargos um com o outro. Semanas depois, Marianne descobre que está grávida e Johan, ao saber, não demonstra nenhum contentamento. A Sra. Jacobi (Barbro Hiort af Ornäs) procura Marianne, dizendo que após 20 anos de casamento quer se divorciar, por sentir que não há amor no seu matrimônio, o que provocou uma atrofia em suas emoções. Marianne fica perturbada com o relato e, quando vai jantar com Johan, eles não conseguem uma maior aproximação. Nesta noite eles conversam sobre a deterioração de sua vida sexual, mas o que pega Marianne totalmente desprevenida é quando Johan diz estar apaixonado por Paula, que é bem mais jovem que ele, e que pretende viajar logo com sua nova paixão para Paris. Marianne tenta se controlar ao máximo e aparentemente se mostra compreensiva, mas na verdade está inteiramente desesperada.
Premiações
Ganhou o Globo de Ouro de Melhor Filme Estrangeiro, além de ser indicado na categoria de Melhor Atriz - Drama (Liv Ullmann).

Recebeu uma indicação ao BAFTA de Melhor Atriz (Liv Ullmann).

Curiosidades
Feito para a TV e dividido em 6 episódios: "Inocência e Pânico", "A Arte de Empurrar as Coisas para Baixo do Tapete", "Paula", "O Vale das Lágrimas", "Os Analfabetos" e "No Meio da Noite Numa Casa Escura em Algum Lugar do Mundo".

O diretor Ingmar Bergman deu aos atores e integrantes da equipe técnica a possibilidade de escolherem entre receber um salário por seu trabalho em Cenas de um Casamento ou ganhar uma porcentagem nos lucros do projeto. Liv Ullmann preferiu receber um salário, já que o filme anterior de Bergman, Gritos e Sussurros (1973), fora um fiasco comercial. Já Erland Josephson e outros integrantes da equipe preferiram receber uma porcentagem. Anos depois Liv Ullmann declarou que esta escolha foi uma das que mais se arrepende em sua vida.

A mini-série fez um sucesso estrondoso na TV da Suécia, o que fez com que Ingmar Bergman trocasse o telefone de sua casa devido às constantes ligações de fãs que recebia.

Segundo Ingmar Bergman, após a exibição de Cenas de um Casamento na TV da Suécia houve um aumento substancial no número de divórcios e também na procura por consultores de casamento.

Ficou mais conhecido por sua versão de cinema, que tem 168 minutos.

O roteiro de Ingmar Bergman para a versão de cinema foi usado para a transposição da história para o teatro.

Ingmar Bergman chegou a preparar uma versão com 4 horas de duração, para ser exibida nos cinemas como um filme de duas partes.

Este é o 7º de 12 filmes em que o diretor Ingmar Bergman e a atriz Liv Ullmann trabalharam juntos. Os demais foram Quando Duas Mulheres Pecam (1966), A Hora do Lobo (1968), Vergonha (1968), A Paixão de Ana (1969), Farödokument (1969), Gritos e Sussurros (1972), A Flauta Mágica (1974), Face a Face (1976), O Ovo da Serpente (1977), Sonata de Outono (1978) e Saraband (2003).

Este é o 13º filme em que o diretor Ingmar Bergman e a atriz Bibi Andersson trabalharam juntos. Os demais foram Sorrisos de uma Noite de Amor (1955), O Sétimo Selo (1956), Morangos Silvestres (1957), Bakomfilm Smultronstället (1957), No Limiar da Vida (1958), O Rosto (1958), Rabies (1958), O Olho do Diabo (1960), Para Não Falar de Todas Essas Mulheres (1964), Quando Duas Mulheres Pecam (1966), A Paixão de Ana (1969) e A Hora do Amor (1971).

- Seguido por Saraband (2003).

Nenhum comentário: