Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Cine Clássicos Contemporâneos: Pequena Miss Sunshine

Gênial Roadie Movie do cinema independente que conquistou o publico em 2006
Sinopse: Nenhuma família é verdadeiramente normal, mas a família Hoover extrapola. O pai desenvolveu um método de auto-ajuda que é um fracasso, o filho mais velho fez voto de silêncio, o cunhado é um professor suicida e o avô foi expulso de uma casa de repouso por usar heroína. Nada funciona para o clã, até que a filha caçula, a desajeitada Olive (Abigail Breslin), é convidada para participar de um concurso de beleza para meninas pré-adolescentes. Durante três dias eles deixam todas as suas diferenças de lado e se unem para atravessar o país numa kombi amarela enferrujada.

Dirigido por Jonathan Dayton e Valerie Faris, esse pequeno filme serviu para provar de uma vez por todas que a verdadeira fonte de idéias originais atualmente de HOLLYWOOD está nos pequenos estúdios com baixos orçamentos. Com uma simples idéia de atravessar o país numa kombi amarela, a viagem serve para explorar ao maximo cada personagem ao longo do percursso. Vencedor de dois Oscar, melhor roteiro original e melhor ator Coadjuvante (Alan, Arkin otimo) Pequena Miss Sunshine além de um otimo filme serviu para revitalizar mais e mais os otimos filmes de estrada.

Curiosidades: Inicialmente seria a Focus Features a produtora de Pequena Miss Sunshine, mas o estúdio desistiu do projeto em 2004. Foi então que o produtor Marc Turtletaub comprou de volta os direitos do filme e decidiu conseguir por conta propria a quantia necessária para o orçamento.
O orçamento de Pequena Miss Sunshine foi de US$ 8 milhões.

Nenhum comentário: