Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Cine Especial: BRIAN DE PALMA: O PODER DA IMAGEM: Parte 3


Nos dias 10 e 11 de março, estarei participando do curso Brian de Palma: O Poder da Imagem, criado pelo CENA UM  e ministrado pelo jornalista Leonardo BomFim. Enquanto os dois dias não chegam, por aqui, estarei escrevendo tudo o que eu sei sobre os filmes desse cineasta, que muitos o consideram como sucessor (ou imitador) de Alfred Hitchcock.

VESTIDA PARA MATAR

Sinopse: Um terapeuta de Manhattan, o Dr. Robert Elliott, enfrenta o momento mais aterrorizante de sua vida, quando um assasino psicopata começa a atacar as mulheres de sua vida - usando uma navalha roubada de seu escritório. Desesperado para encontrar o assassino antes que outra pessoa seja ferida, Elliott logo se vê envolvido em um mundo de escusos e pertubadores desejos.

Ninguém duvida do talento de Brian De Palma, mas se há um defeito no diretor, talvez esteja no fato dele possuir uma mania de querer sempre homenagear (ou imitar) Alfred Hitchcock e esse filme é um grande exemplo disso, Contudo a trama é envolvente, onde o diretor usa e abusa da câmera em vários ângulos inusitados e é nestes momentos em que o diretor mais gosta em homenagear o diretor Inglês. Fora o fato da trama em muitos momentos lembrar elementos de Um Corpo que Cai e Psicose, mas o filme fala por si e é um dos meus favoritos no tempo do auge da carreira do diretor.
  
Curiosidades: Quando jovem Brian De Palma, incitado por sua mãe, seguiu seu pai com equipamento de gravação, para tentar flagrá-lo com outra mulher. Este fato serviu de inspiração para Vestida para Matar.Nos anos 70 Brian De Palma escreveu um roteiro baseado no artigo "Cruising", de Gerald Walker, que falava de uma série de assassinatos brutais no universo gay de Nova York. De Palma não conseguiu os direitos do artigo e, com isso, adaptou alguns elementos de seu roteiro para Vestida para Matar.

NOTA: 
Curso para o próximo final de semana foi destaque no Jornal do Comércio de hoje. 

Me Sigam no Facebook e Twitter: 

Nenhum comentário: