Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Cine Dica: Em Cartaz: O ULTIMO DESAFIO



Sinopse: Após cair em desgraça em Los Angeles devido a uma operação fracassada, Ray Owens (Arnold Schwarzenegger) parte para o interior e assume a posição de xerife em uma pequena cidade na fronteira dos Estados Unidos com o México. O que ele não esperava era que um poderoso chefão das drogas, que escapou recentemente da prisão, quisesse cruzar a fronteira exatamente na cidade onde trabalha. Para enfrentá-lo Ray precisa reunir todo o pessoal que tem à disposição.

Após o encerramento de sua vida política, Arnold Schwarzenegger começou a retornar gradualmente ao gênero que o consagrou no cinema, que é ação e aventura, mas claro que só conseguiu graças ao seu amigo de longa data Stallone, que com os seus filmes Os Mercenários, provou que esses dinossauros do cinema oitentista ainda tinham o seu lugar ao sol.
Não que Arnold esconda a sua idade, longe disso, pois no final das contas ele até brinca com isso durante a trama desta produção, mas prova que ainda consegue segurar o tranco, mas não quer dizer sozinho. Diferente do passado, neste filme Arnold divide as atenções com inúmeras caras conhecidas, que dentre elas está o nosso Rodrigo Santoro, que interpreta um ex soldado do Iraque brigão e que mesmo em pouco tempo em cena, acaba roubando a atenção do espectador e provando que esta cada vez mais a vontade em território do cinemão americano.
A trama em si não tem nenhuma originalidade, sendo que não é nenhum pouco diferente do que nos já vimos em filmes anteriores do gênero, mas pelo menos ela possui certo charme no modo em que a câmera desfila para apresentar certas cenas de ação bem boas. Isso se deve é claro ao ótimo diretor  coreano  Kim Jee-woon, que chamou atenção em  Os Invencíveis, filme prestava homenagem ao gênero faroeste e que não é a toa que O Ultimo Desafio possua alguns elementos também desse gênero.
O ato final da trama nos entrega inúmeras seqüências de ação, onde o diretor não tira o pé do freio em termos e sangue e violência, sendo alias elementos cada vez mais ausentes nestes tempos de politicamente correto, mas que talvez ainda tenha o seu publico que possa agradar.
Ainda é cedo afirmar se o bom e velho exterminador irá manter o pique e prosseguir no cinema, mas se continuar andando ainda nessa linha reta, acredito que o veremos novamente, mesmo em filmes como esse cuja a proposta seja somente nos divertir em menos de duas horas.  

Me Sigam no Facebook e Twitter: 

Nenhum comentário: