Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Cine Dica: Em Blu-Ray - DVD – VOD: A Mulher Fantástica

Sinopse:Marina e Orlando, vinte anos mais velho do que ela, amam-se longe dos olhares e fazem projetos futuros. Quando ele morre repentinamente, Marina é alvo da hostilidade dos familiares de Orlando: uma "santa família" que rejeita tudo o que Marina representa. Marina lutará com a mesma energia que dedica desde sempre para se tornar naquilo que é: uma mulher forte, corajosa, digna... Uma mulher fantástica!
Recentemente eu assisti o filme brasileiro Pela Janela, em que o cenário das Cataratas do Iguaçu não servia somente como uma bela paisagem, como também um local de fuga para a protagonista escapar de uma realidade crua e opressora. Embora essa bela criação da natureza surja na abertura do filme A Mulher Fantástica, o local acaba se tornando um sonho distante para a protagonista principal. O que está em jogo aqui é saber enfrentar de frente o mundo opressor e do qual faz com que qualquer sonho de liberdade se torne cada vez mais distante.
Dirigido por Sebastián Lelio (Glória), acompanhamos a trama sobre Marina (a cantora Daniela Veja), uma garçonete transexual, que nas horas vagas tem aulas de canto e se apresenta em alguns shows. Ela é namorada Orlando (Francisco Reyes), homem bem sucedido e que deseja realizar alguns sonhos com Marina. Porém, Orlando morre repentinamente e fazendo com que Marina trilhe uma nova e opressora realidade.
A partir do momento em que Orlando parte, a protagonista começa a trilhar um caminho do qual talvez já tivesse passado, mas que se refugiava ao lado do seu amado. No momento em que se vê sozinha, testemunhamos uma protagonista da qual tenta se manter forte, mas que nunca é o suficiente perante a intolerância que começa a surgir e principalmente vinda da família do falecido. São momentos de pura angustia, como se a realidade começasse a ficar distorcida e revelando as facetas hipócritas de uma sociedade que se diz tolerante. 
Embora ainda seja uma novata na area, a cantora Daniela Vega nos surpreende na atuação, onde praticamente carrega o filme como um todo e enchendo a tela em cenas sublimes. Embora contida em alguns momentos, Vega consegue passar todo o conflito interno da qual a  sua personagem passa, onde em vários momentos procura se proteger, mas tendo que se despir perante uma realidade da qual não se pode se esconder mas sim agir. Sem sombra de dúvida uma bela atuação e que merece todo o reconhecimento. 
Contudo, o filme ganha uma luz ainda maior nas mãos do cineasta  Sebastián Lelio. Se em Glória ele descascava todas as camadas para revelar uma personalidade complexa de sua protagonista, aqui não é diferente, mas moldada com momentos  poéticos, onde arte cinematográfica comanda o espetáculo. Não faltam cenas das quais sintetizem esses momentos, mas o momento em que a protagonista não consegue seguir em frente devido a uma forte ventania, é um exemplo de cenas das quais representam a ideia principal da obra.   A Mulher Fantástica é um filme sobre resistência, onde o paraíso desse mundo pode sim ser encontrado, mas nunca sem luta. 



Me sigam no Facebook, twitter, Google+ e instagram

Nenhum comentário: