Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Cine Dica:Sessão gratuita de Tropykaos na Sala P. F. Gastal

FESTIPIOA LITERÁRIA EXIBE E DEBATE TROPYKAOS NA SALA P. F. GASTAL

Nesta quinta-feira, 19 de maio, às 19h30, acontece uma sessão especial da  FestiPoa Literária na Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (3º andar) com exibição de Tropykaos (2015, 82 minutos), de Daniel Lisboa, e debate com o ator Gabriel Pardal. Exibição digital em alta definição. Entrada franca.   

SINOPSE: Guima (Gabriel Pardal) é um poeta que está em crise. Em Salvador, ele sofre com as altas temperaturas do verão e acredita ter uma estranha doença: a "ultra violência solar", causada pelo calor. No submundo, bem distante dos cartões postais da cidade, Guima é usuário de crack e vive na marginalidade. Um dia, parte em uma jornada de autoconhecimento em busca de um ar-condicionado.

TROPYKAOS é realismo caótico. Guima, um jovem poeta, tenta interagir com a cidade, fazer parte dela, mas parece não ter corpo para isso. É o verão mais caloroso dos últimos 50 anos e os raios “ultraviolentos” estão por toda parte. O Sol é a metáfora maior de um sistema violento que adormece e agride a todos. A sociedade, a família, amigos e amores se deformam com o calor. Guima parece despertado, parece o primeiro a sentir os malefícios da exposição a “ultraviolência solar”. Na beira do que pode ser o último dos carnavais, Guima enfrenta a cidade e a si mesmo buscando a iluminação no trópico caótico.

Gabriel Pardal Artista multimídia nascido em 1984 em Salvador que mora há 9 anos no Rio de Janeiro. Seus trabalhos costumam se originar da escrita para se desenvolver em diversas plataformas. Fundou em 2006 a NOMEDACOUSA – Brinquedos&Bombas onde desenvolve projetos na internet.

FICHA
TÉCNICA
TROPYKAOS
DURAÇÃO
82’
FORMATO HD/1.85/DOLBY 5.1
ANO 2015
DIREÇÃO DANIEL LISBOA
PRODUÇÃO EXECUTIVA TENILLE BEZERRA
ROTEIRO DANIEL LISBOA E GUILHERME SARMIENTO
FOTOGRAFIA PEDRO URANO MONTAGEM EVA RANDOLPH E
DANIEL LISBOA
DIREÇÃO DE ARTE LUÍS PARRAS
ELENCO GABRIEL PARDAL,
MANU SANTIADO, DELLANI LIMA, EDGARD NAVARRO, BERTRAND DUARTE, JÚLIO CESAR MELLO, FABRICIO BOLIVEIRA
TRILHA LUCAS SANTTANA E GILBERTO MONTE

Nenhum comentário: