Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Cine Especial: Clássicos Disney: DUMBO

Dia oito de dezembro chega as lojas a versão em DVD e Blu-Ray da edição especial de Fantasia a obra máxima de Al Disney. E enquanto o filme não vem, publico curte aqui, matérias de cada um dos clássicos que surgiram ao longo dos anos no estúdio.
Sinopse: As cegonhas chegam, como todos os anos, no circo para entregar os bebês às suas mães. Sra. Jumbo, uma elefante, descobre que seu pequeno tem orelhas grandes, todos os seus colegas não param de rir de seu bebê, mas a Sra. Jumbo sempre o defendeu a ponto de ser confinada para enfrentar qualquer um que zomba de sua prole.
O Dumbo pouco, abusado e ridicularizado por todos os seus pares, apenas com a ajuda de um pequeno rato chamado Timóteo, que decide fazer dele uma estrela do circo.

“Deus escreve em linhas tortas.” Essas palavras são as melhores que definem Dumbo, elefantinho ridicularizado pelos outros animais e pelas pessoas que visitam o circo, Dumbo descobre (com um pouco de ajuda do ratinho Timóteo) a capacidade de voar, isso graças as suas enormes orelhas.
Visto hoje, Dumbo é um pequeno exemplo de superação perante ao preconceito, em que cada criatura, não importa de que forma ela tenha nascido, possui um dom a ser explorado. Apesar de parecer uma produção um tanto que simples se comparado a produções anteriores do estúdio na época, o filme foi um maior sucesso dentre o publico e critica e arrebatou o Oscar de trilha sonora. E como não poderia deixar de ser, Disney foi corajoso ao mostrar a separação de Dumbo da sua mãe numa sequência angustiante e ousada para os padrões da época que fez a maioria do publico cair em lagrimas.

Curiosidades: Dumbo é baseado em obra de Helen Aberson e Harold Perl.
Em 1947, Dumbo recebeu o prêmio de melhor desenho animado no Festival de Cannes. Dumbo era um exercício deliberado de simplicidade e economia para o estúdio Disney, hoje considerado um clássico da animação.

Nenhum comentário: