Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Cine Dica: Lançamento em DVD e Blu-Ray: PREDADORES

Sinopse: Com produção de Robert Rodriguez, o filme é estrelado por Adrien Brody como Royce, um mercenário que relutantemente lidera um grupo de combatentes de elite e descobre que eles foram levados para um planeta alienígena para servirem como presas. À exceção de um médico que caiu em descrédito, todos são assassinos a sangue frio: mercenários, mafiosos da Yakuza, presidiários, membros de esquadrões da morte - ou seja, "predadores" humanos que agora serão sistematicamente caçados e eliminados por uma nova raça de Predadores alienígenas.

Predador (1987) era o melhor exemplo de filme de ação dos 80. Muita pancadaria, frases de efeito e muitos músculos, mas ele se diferenciava dos demais do gênero. Ao começar pelo fato de ser um filme de ação com pitadas de ficção cientifica e um pouco do estilo Sete Homens e Um Destino. O filme se tornou um clássico e para muitos fãs ainda é insuperável.
É claro que isso não existe no dicionário de Robert Rodriguez. Fã ardoroso do primeiro filme, ele sempre achou as continuações (principalmente Alien Vs Predador 2 ) péssimas, por isso arregaçou as mangas e mesmo com pouco dinheiro no bolso, reuniu um elenco com alguns conhecidos pelo publico, um diretor sob encomenda (Nimród Antal) e como ele próprio como produtor, então ai surgiu Predadores que é mais do que uma continuação, mas também uma espécie de releitura do original. Talvez seja ai o maior defeito do roteiro criado pelo produtor que não soube criar uma historia original e sim criar situações que a cada momento prestava homenagem a produção de 1987, até mesmo a trilha sonora de Alan Silvestre é tocada em diversos momentos da trama.
Pelo menos o elenco compensa essa falha, ao começar por Adrien Brody (O Pianista) que aqui se esforça para parecer um típico anti herói de filme de ação, até mesmo engordou e criou músculos para fazer dele algo de diferente e distante das suas outras interpretações. Alice Braga surpreende com um papel de grande destaque como uma atiradora profissional e que com ela, carrega um segredo que faz referencia a produção de 87. Agora fico me perguntando o que Laurence Fishburne (Matrix) esta fazendo nesta produção, pois o seu papel é pequeno e pouco relevante, somente ele surge para dar mais explicações sobre o mundo em que os personagens estão. Do resto do elenco, somente servirão de desafios para os Predadores, dentre as vitimas, uma cara conhecida do mundo de Rodriguez, Danny Trejo (visto recentemente como protagonista no ótimo Machete também de Rodriguez ).
Se a intenção de Rodriguez era superar o original isso ele não conseguiu, mas se a intenção era homenagear aquela produção e dizer que nada a supera, então o seu filme foi um belo exemplo, mas não custava um pouquinho ser mais ousado e explorar um pouco mais o mundo dos predadores??
Quem sabe numa eventual seqüência, como deixa bem claro no final deste.

Nenhum comentário: