Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Cine Dica: Em Cartaz: Marcelo Yuka no Caminho das Setas



Sinopse: Este documentário segue a trajetória do artista Marcelo Yuka, bateirista da banda O Rappa, cuja vida se transformou ao levar nove tiros em um assalto no Rio de Janeiro. Desde o acidente, ele se movimenta com uma cadeira de rodas e luta para reencontrar o equilíbrio físico e espiritural, ao mesmo tempo em que busca novas formas de continuar com a carreira de músico.

Eu não tinha conhecimento sobre o trabalho de Marcelo Yuka, tanto como compositor, baterista e tão pouco sobre o trágico evento que o fez ficar paraplégico. Mas o documentário rodado pela cineasta  Daniela Broitman é um convite bem convidativo, tanto para os fãs, como também para o publico em geral, pois do inicio ao fim, nos simpatizamos com Yuka pela sua sinceridade com relação a situação que enfrentou ao longo dos anos e por também sempre tocar tudo no bom humor, mesmo em momentos nos quais tudo parece tão mórbido.
Como todo artista que se preze, Yuka cria o seu trabalho com amor, o que acaba se tornando bem prazeroso assistir as seqüências que ele fica compondo as suas musicas e passando para os cantores que trabalharam ao longo desses anos com ele. Antes desses momentos, o filme foca um pouco sobre os desentendimentos dele com o grupo O Rappa, mas não os detalha profundamente, pois essa não é a questão principal do documentário, mas sim o que leva uma pessoa seguir em frente, mesmo com tamanha dificuldade que passou ao longo desse período. Entretanto, Yuka sempre preocupado com o que o publico irá ver no documentário, exige sempre em não haver lagrimas durante o desenrolar do filme, rendendo assim momentos divertidos onde ele divide a cena com os seus pais, que sempre se emocionam quando se lembram dos primeiros e difíceis anos da recuperação do seu filho. A parte em que eles lêem cartaz para Yuka, dos fãs que haviam sido enviadas na época que estava hospitalizado, é um momento bem descontraído, no qual a mãe briga com ela mesma o tempo todo para não chorar, mas então Yuka sempre solta um perola para animar o clima, que alias, vem ao embalo das palavras do seu pai, que surpreende pela sua sinceridade e de não ter medo em colocar para fora certos segredos saídos do armário.        
Com pouco mais de uma hora e meia de projeção, o filme é um pequeno exemplo de coragem e fé de uma pessoa, que mesmo com as dificuldades de locomoção, jamais quis parar em seguir os seus sonhos, mesmo quando a realidade crua batia em sua porta. 

Em Cartaz: Cinebancários: Rua General da Câmera  424, Porto Alegre.  

Me  Sigam no Facebook e Twitter

Nenhum comentário: