Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sábado, 25 de abril de 2020

Cine Dica: Durante a Quarentena Assista: 'Milagre da Cela 7'

Sinopse: A trama de Milagre na Cela 7 se baseia na história de Memo, interpretado por Aras Bulut Lynemli, que apresenta uma certa dificuldade cognitiva, e vive num vilarejo na Turquia com sua filha, Ova, e sua avó. 

Se há um lado positivo dessa quarentena que nos aflige atualmente é o fato de as pessoas ficarem em suas casas e buscarem em suas plataformas diversos filmes para que assim possam assistir conteúdo dos quais raramente iam ver nos seus cinemas convencionais. A Netflix, por exemplo, possui um material farto vindo de diversos países e fazendo com que o público obtenha um cardápio bem diversificado e que merece ser bem conferido. É aí que chegamos ao filme turco "Milagre da Cela 7" (2019), que pode até não ser nenhuma obra prima, mas se torna o suficiente para conquistar a massa.
Dirigido por Mehmet Ada Öztekin, o filme se concentra em uma história inusitada. Separado de sua filha por ser acusado de um crime que não cometeu, um homem com deficiência intelectual precisa provar sua inocência ao ser preso pela morte da filha de um comandante. Ele passa a contar com a ajuda de seus companheiros de cela e de quem também está do outro lado das grades.
Já tendo algumas versões vindas de outros países, essa versão turca do conto, ao menos, fica a frente pelo fato de nos conquistar imediatamente graças ao lado humano que se encontra em abundância no decorrer de toda a trama. Tanto o pai Memo (Aras Bulut İynemli), como a sua filha ova (Nisa Sofiya Aksongur) são duas figuras que já nos conquistam nos primeiros minutos da história e fazendo com que torçamos para que eles nunca se separem, mesmo quando já sabemos que o pior irá acontecer em seguida. Graças ao fato de conseguirem a nossa simpatia, ficamos com a sensação de que nos encontramos amarrados quando Memo começa a passar pelos horrores das mãos da justiça corrupta, vingativa e nos passando a sensação de total impotência.
Se por um lado há personagens que parecem até mesmo forçados em serem maus contra os protagonistas, do outro, é verossímil testemunharmos os personagens da cela sete logo se afeiçoando com Memo e revelando outras facetas daquelas figuras que antes se encontravam desconhecidas. Aliás, destaco um senhor de idade, que fica sempre enxergando uma árvore na parede e nos revelando segredos em seu olhar e dos quais nos surpreende. Curiosamente, alguns segredos não são revelados, mas alguns deles se enlaçam com o prólogo e o epílogo da trama e fechando assim um círculo de eventos que acabam por então fazendo todo o sentido.
Mas como eu disse acima, "Milagre da Cela 7" não é nenhuma obra prima, sendo que está mais para um filme que virá a se tornar um pequeno clássico sessão da tarde. Mesmo não apresentando um lado mais autoral, Mehmet Ada Öztekin até que surpreende em conseguir nos emocionar graças aos personagens carismáticos, mesmo quando o roteiro nos força a querer que nos apaixonamos por eles a todo custo. Acima de tudo, é um filme para toda a família, ao retratar os laços fortes da paternidade perante a intolerância de poderes que acham que tem o direito de nos esmagarmos facilmente.
"Milagre da Cela 7" é um filme que transita entre a realidade e fantasia, mas que dessa união inusitada consegue obter nossa total atenção do começo ao fim dela.  

Onde assistir: NETFLIX. 

Joga no Google e me acha aqui:  
Me sigam no Facebook,  twitter, Linkedlin e Instagram.  

Nenhum comentário: