Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 22 de abril de 2014

Cine Dica: Lançamento do DVD de Cabra Marcado Para Morrer na Sala P. F. Gastal

CICLO DE CINE POLÍTICO PROMOVE LANÇAMENTO DO DVD DE CABRA MARCADO PARA MORRER NA SALA P. F. GASTAL

 
Na quarta-feira, 23 de abril, às 20h, a Sala P. F. Gastal da Usina do Gasômetro (3º andar) e o grupo de pesquisa Kinepoliticom, da pós-graduação da Faculdade de Comunicação Social da PUC-RS, em parceria com o Instituto Moreira Salles, promovem o lançamento do DVD de Cabra Marcado Para Morrer, obra-prima de Eduardo Coutinho, marcando a primeira sessão do ciclo de cinema político sobre os 50 anos do Golpe Militar no Brasil. O filme será exibido em blu-ray. Após a projeção, haverá um debate com os críticos Enéas de Souza e Milton do Prado e mediação de Cristiane Freitas. A entrada é franca.     

Em 1962, Eduardo Coutinho filmou na Paraíba um comício em protesto pela morte do líder camponês João Pedro Teixeira. Dois anos mais tarde, dirigiu um filme de ficção sobre a trajetória de João Pedro, cuja filmagem foi interrompida em 31 de março de 1964 com o golpe militar. 17 anos depois, Coutinho retoma as filmagens e reencontra alguns dos personagens que participaram das filmagens nos anos 1960, como os membros das Ligas Camponesas de Sapé e de Galileia. Concluído em 1984 como um documentário, o filme investiga também a trajetória da viúva de João Pedro Teixeira, Elizabeth, e a de seus filhos.

O Instituto Moreira Salles lança em DVD o documentário Cabra marcado para morrer, de Eduardo Coutinho (1933-2014). O lançamento inclui dois filmes inéditos do realizador, produzidos pelo Instituto Moreira Salles em parceria com a Videofilmes: Sobreviventes de Galileia (Brasil, 2013) e A família de Elizabeth Teixeira (Brasil, 2013). Ambos os filmes baseiam-se no retorno de Coutinho a Sapé (Paraíba) e Galileia (Pernambuco), locações originais de Cabra marcado para morrer, onde ele reencontra Elizabeth Teixeira e seus filhos e camponeses que participaram das filmagens em 1964 e no início dos anos 1980.

Além desses dois filmes inéditos, o DVD conta com uma faixa comentada, com a participação de Eduardo Coutinho, Eduardo Escorel, montador do filme, e Carlos Alberto Mattos, crítico de cinema. Como parte integrante do material, foi produzido um livreto de 74 páginas com um depoimento de Coutinho e uma seleção de críticas publicadas no Brasil e no exterior à época do lançamento do filme, nos anos 1980. 


Cine Político: 50 anos do Golpe Militar no Brasil
1ª sessão
Cabra marcado para morrer
Direção: Eduardo Coutinho
(Brasil, 1964-1984. 119’, 12 anos)
Exibição em blu-ray


GRADE DE HORÁRIOS
22 a 27 de abril de 2014


22 de abril (terça)

15:00 – Na Neblina
17:30 – Revelando Sebastião Salgado
19:00 – Na Neblina

23 de abril (quarta)

17:00 – Na Neblina
20:00 – Cabra Marcado Para Morrer (CinePolítico: 50 anos do Golpe Militar)

24 de abril (quinta)

17:00 – Na Neblina
20:30 – Sessão Plataforma (Viola, de Matías Piñeiro)

25 de abril (sexta)

17:00 – Na Neblina
19:30 – Na Neblina

26 de abril (sábado)

15:00 – Na Neblina
17:30 – Revelando Sebastião Salgado
19:00 – Sessão Plataforma (reprise)
20:15 – Sessão Aurora (Especial Eduardo Coutinho)

27 de abril (domingo)

15:00 – Na Neblina
17:30 – Revelando Sebastião Salgado
19:00 – Na Neblina

 Me sigam no Facebook, twitter e Google+

Nenhum comentário: