Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 5 de março de 2014

Cine Dica: Sessão Aurora apresenta amor louco da fase holandesa de Paul Verhoeven

 OBRA-PRIMA ERÓTICA DE PAUL VERHOEVEN NA SESSÃO AURORA
A primeira Sessão Aurora de 2014 apresenta neste sábado, 8 de março, às 19h, na Sala P.F. Gastal da Usina do Gasômetro (3º andar), o filme Louca Paixão (Turks Fruit, 1973), uma das grandes audácias eróticas da fase holandesa de Paul Verhoeven. Após a sessão, acontece um debate com os editores do Zinematógrafo. A entrada é gratuita.
Antes de ir para Hollywood, onde assinou uma sequencia de grandes filmes – muitas vezes incompreendidos – como RoboCop (1987), O Vingador do Futuro (1990), Instinto Selvagem (1992), Showgirls (1995) e Tropas Estelares (1997), Verhoeven explorou os limites do erotismo cinematógrafico em sua terra natal. Indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, Louca Paixão apresenta sem rodeios a intensidade física que marca ainda hoje a obra do cineasta.
Em Louca Paixão, segundo longa-metragem de Verhoeven e ainda hoje o maior sucesso de público da história do cinema holandês, o encontro casual da jovem Olga (Monique van de Ven) e Eric (Rutg
er Hauer), um escultor mulherengo, acaba rendendo uma paixão incontrolável, que os atira contra todas as convenções sociais, além da reprovação da família da garota. O amour fou, tão reverenciado pelo cinema da década de 1970, especialmente o europeu, tem em Louca Paixão um de seus momentos mais convulsivos.
Como escreveu o crítico da Contracampo Luis Carlos Oliveira Jr.: "estamos relativamente acostumados a ver cineastas que filmam com o coração, com o cérebro, com a libido, com a musculatura estriada. Mas e um cineasta que, a isso tudo, acrescenta os intestinos, os humores mais vulgares e menos comedidos? Louca Paixão – acrescenta – é um amor louco filmado pelo diretor ideal".
 
LOUCA PAIXÃO (Turks Fruit)

1973
110 minutos
Holanda
Direção: Paul Verhoeven
Elenco: Monique van de Ven, Stapels Rutger Hauer, Tonny Huurdeman, Wim van den Brink
Exibição em DVD com legendas em português

Nenhum comentário: