Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 70 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Cine Especial: Godard: Poesia escrita e vista

Terminou neste domingo o curso Poesia e Ensaio na obra de JEAN-LUC GODARD, administrado pelo escritor e perito em Godard, Mario Alves Coutinho. Sendo que a palavra "perito" é pouco quando se refere a ele, pois demonstrou ser um verdadeiro expert sobre o cineasta.    
Coutinho passou para os alunos, de cabo a rabo, tudo que é preciso saber sobre Godard, e foi além, dando a entender que Godard é um verdadeiro "Leonardo Da Vinci" contemporâneo, já que além de cineasta, foi também escritor, pintor, ator e etc. Além de ter sido um dos poucos cineastas a usar poesia escrita nas imagens dos seus filmes e saber criar uma verdadeira reflexão em cada cena que passa para o espectador.

Coutinho e eu: Poesia e Godard no escurinho do cinema

A paixão de Coutinho por Godard, por suas obras e trajetória é tanta, que em 1985 ele foi preso quando ele defendeu com unhas e dentes a liberação para a exibição do filme Je Vous Salue, Marie na época da famigerada censura por aqui. O legal do curso foi também assistir os seus ensaios que ele criou num programa onde ele, gradualmente, em cada capitulo, foi dissecando um pouco sobre o cineasta. É com essas cenas do programa, que no final do curso, Coutinho se emocionou ao ouvir suas próprias palavras falando sobre o diretor intercalado com as imagens do filme O Desprezo e com isso, encerrando as atividades com chave de ouro.
Minha amiga e colega de curso Graça Garcia fazendo questão de registrar o momento  

Coutinho é um exemplo de pessoa com paixão assumida com relação ao cinema, seja essa paixão por ela como um todo, ou somente em parte dela. Coutinho seguiu passo a passo a carreira de Godard e com isso seguiu as revoluções que esse diretor incomum fez para a sétima arte.



Me Sigam no Facebook e Twitter:



 

2 comentários:

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Marcelo, comprei hoje o documentário GODARD, TRUFFAUT E A NOUVELLE VAGUE. Conhece? Parece interessante.

O Falcão Maltês

Marcelo C,M disse...

vale cada centavo