Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio e Diretor de Comunicação e Informática do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 99 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

sexta-feira, 11 de março de 2011

Cine Dica: Em DVD e Blu-Ray: RED: APOZENTADOS E PERIGOSOS

Sinopse: Frank Moses (Bruce Willis) é um ex-agente da CIA, hoje aposentado, que tenta levar uma vida normal. Ele está interessado por Sarah (Mary-Louise Parker), com quem volta e meia conversa ao telefone, apesar de ainda não conhecer pessoalmente. Um dia, a casa de Frank é atacada por agentes da CIA. Sem saber o que está acontecendo, ele deduz que logo perceberão sua ligação com Sarah e parte para protegê-la. Para entender o porquê de ter sido atacado, Frank precisará da ajuda de seus antigos companheiros Joe (Morgan Freeman), Marvin (John Malkovich) e Victoria (Helen Mirren), todos também aposentados.
A primeira década do século 21 foi invadida por inúmeras adaptações de HQ, e como todas as adaptações que se prezem, houve vários entre altos e baixos. Mas diferente do que a maioria acha HQ não são voltadas somente para super heróis e sim para diversas historias, não importa qual tipo e nisso, os estúdios de cinema ficaram de olho e surgiram obras geniais como Sin City, Estrada da Perdição, Marcas da Violência, Anti-Herói Americano e dentre outros.
RED: Aposentados e Perigosos pertence a esse grupo de filmes baseados em HQ que não é necessariamente de super heróis e por isso, o diretor Robert Schwentke (Plano de Voo) adaptou livremente a historia escrita por Warren Ellis e Cully Hammer que teve somente três números, ou seja, uma historia bem curtinha.
Como não tinha fãs fervorosos em seu encalço, Robert alterou bastante a historia para torná-la mais acessível, começando por minimizar a violência explicita da historia, mas em compensação o filme ganhou contornos de humor bem elaborados e caricatos no bom sentido, já que é divertido ver protagonistas de um filme de ação não escondendo a idade e que já houve sua época, mas que por um motivo e outro acabam voltando à ação. Se não ficamos muito surpresos com atores como Bruce Willis, Morgan Freeman e John Malkovich neste tipo de gênero, o que dizer da talentosa Helen Mirren (A Rainha) segurando e usando a vontade uma metralhadora para atirar nos bandidos? É algo inusitado, mas ao mesmo tempo ela soube dar o recado.
Apesar de previsível em alguns momentos, RED cumpre o que promete, quase duas horas de diversão com velhos conhecidos desse gênero e que sabem fazer graça da própria idade.

Curiosidade: Durante as sequência de ação filmadas em Toronto, Canadá, a polícia local recebeu diversas chamadas dos moradores que pensavam que os tiros eram verdadeiros.

Nenhum comentário: