Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Cine Especial: O melhor de 2001 a 2010: A Professora e o Piano

Sinopse: Erika Kohut (Isabelle Huppert) trabalha como professora de piano no Conservatório de Viena. Ela não bebe nem fuma, vivendo na casa de sua mãe (Annie Girardot) aos 40 anos. Quando não está dando aulas Erika costuma frequentar cinemas pornôs e peep-shows, em busca de excitação. Logo ela inicia um relacionamento com Walter Klemmer (Benoît Magimel), um de seus alunos, com quem realiza vários jogos perversos.
Um pequeno exemplo do que o diretor Michael Haneke (Fita Branca e CACHE) faria no resto da década. Da para perceber que em sua filmografia, o diretor gosta de mexer em um vespeiro sobre o mundo de pessoas no mínimo desajustadas e neste filme a personagem da vez foi Erika Kohut interpretada com intensidade por Isabelle Huppert. Durante todo o filme seguimos o dia a dia dessa personagem solitária e misteriosa, que aos poucos vai se revelando com suas atitudes no mínimo sado masoquistas, principalmente quando surge um aluno que se tornara um possível amante dos seus jogos estranhos nos quais é o único meio de prazer dela. Não faltam momentos fortes de sexo explicito e desagregação mas é contrabalançado com momentos de execução de música clássica absolutamente belíssimos.
Cru e simples do inicio ao fim, o filme é foi um dos grandes ponta pés iniciais do cinema Frances no inicio da década que passou.
Curiosidades: A personagem da mãe de Erika Kohut foi inicialmente oferecida a Jeanne Moreau;
Isabelle Huppert realmente tocou piano em cena. Ela estudou piano por 12 anos, sendo que para se preparar para A Professora de Piano voltou a praticar o instrumento cerca de um ano antes do início das filmagens.

Um comentário:

ANTONIO NAHUD disse...

Escolha certeira. Um filme duro, difícil, mas poderoso.
E a Huppert está em sua melhor forma.

www.ofalcaomaltes.blogspot.com