Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sendo frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 69 certificados),sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

terça-feira, 24 de junho de 2014

Cine Especial: TIM BURTON: O POETA DAS SOMBRAS: Parte 1

Nos dias 03 e 04 de Julho, eu estarei participando do curso Tim Burton: O Poeta das Sombras, criado pelo Cena Um e ministrado pelo Crítico de cinema Robledo Milani. Enquanto o curso não chega, por aqui estarei fazendo uma retrospectiva das melhores momentos da carreira desse cineasta, que se mantem fiel ao seu cinema autoral e sombrio.  

TIM BURTON: O MAGO POR TRAZ DO ESPELHO
Uma das coisas que mais admiro em um diretor é quando ele cria sua própria visão com relação ao mundo e transporta em seus próprios filmes. Tim Burton talvez seja o diretor que mais soube fazer isso. Dono de uma visão sombria e onírica, Burton sempre foi responsável por filmes no mínimo curiosos e únicos, fazendo que muitos adorem e poucos odeiem.

A origem de tudo

Burton é o primeiro dos dois filhos de Bill Burton e Jean Erickson. Burton descreveu sua infância como peculiar, imaginativa e perdida em seus próprios pensamentos. Ele achava a vida doméstica e a escola difícil, participava de um grupo chamado OW SHIT STUDIOS (O.S.S) e fugia da realidade do cotidiano lendo livros sombrios de Edgar Allan Poe e assistindo a filmes de terror de baixo-orçamento, que mais tarde homenagearia na sua biografia de Edward D. Wood, Jr. Outra figura cinematográfica de importância na infância de Burton é Vincent Price, cuja filmografia influenciaria a carreira do diretor.

Se Iniciando no império

Após o colegial, ele ganhou uma bolsa da Disney para estudar no Instituto das Artes da Califórnia em Valencia, Califórnia. Ele estudou Animação por três anos e foi então contratado pelo Walt Disney Studios como aprendiz de animador. Trabalhou no desenho The Fox and the Hound, mas estava insatisfeito com a direção artística do filme. Mesmo assim, foi no período que trabalhou na Disney que Tim Burton criou e dirigiu sua primeira curta-metragem Vincent, com o personagem principal baseado no ator Vincent Price. Mais tarde, o diretor trabalhou no seu segundo curta-metragem Frankenweenie, que conta a história de um menino que ressuscita seu cachorro. Mesmo com enredos pouco infantis, Tim Burton teve espaço para criar o poema e as ilustrações que seriam a base para O Estranho Mundo de Jack, um dos seus maiores sucessos.


O PRIMEIRO GRANDE PASSO

Burton possui uma grande paixão aos filmes de horror, ao mesmo tempo jamais escondeu um certo humor negro, com esses dois ingredientes diferentes um do outro Burton criou Os Fantasmas se Divertem (Beetlejuice) que contava a historia de um casal recém falecido e que fazem a todo custo tentar se livrar dos novos moradores da sua casa. O filme consagrou nomes como Winona Ryder.

 Me sigam no Facebook, twitter e Google+

2 comentários:

Anônimo disse...

Vicent não é só baseado no Vincent Price, mas na própria infância de Burton, fã do ator.

Marcelo Castro Moraes disse...

Bem observado Anonimo