Quem sou eu

Minha foto
Sapucaia do Sul/Porto Alegre, RS, Brazil
Sócio do Clube de Cinema de Porto Alegre, frequentador dos cursos do Cine Um (tendo já 98 certificados) e ministrante do curso Christopher Nolan - A Representação da Realidade. Já fui colaborador de sites como A Hora do Cinema, Cinema Sem Frescura, Cinema e Movimento e Cinesofia. Sou uma pessoa fanática pelo cinema, HQ, Livros, música clássica, contemporânea, mas acima de tudo pela 7ª arte. Me acompanhem no meu: Twitter: @cinemaanosluz Facebook: Marcelo Castro Moraes ou me escrevam para marcelojs1@outlook.com ou beniciodeltoroster@gmail.com

Pesquisar este blog

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Cine Dica: Em Cartaz: DRÁCULA (1931)

UMA SOMBRA ANTIGA PAIRA NA CAPITAL GAUCHA  
sinopse: Drácula (Bela Lugosi) é um conde vindo dos Cárpatos que aterroriza Londres por carregar uma maldição que o obriga a beber sangue humano para sobreviver. Após transformar uma jovem em vampira ele concentra suas atenções em uma amiga dela, mas o pai da próxima vítima se chama Van Helsing (Edward Van Sloan), um cientista holandês especialista em vampiros que pode acabar com seu reinado de terror
Versão fiel do famoso romance de Bran Stocker. Tornou-se um clássico de horror, não tanto pela sua atmosfera e por seus efeitos visuais da época mas pela interpretação do húngaro Bela Lagosi no papel titulo. Com um olhar penetrante e uma presença que intimida com quem estiver por perto, o ator ficou marcado pelo resto de sua carreira como um dos primeiros e melhores Dráculas do cinema. Destaco também nesta produção a fantástica interpretação de Dwight Frye como o louco Renfield que por alguns momentos, chega a ser tão assustador quanto o próprio protagonista e não é a toa que muitos consideram essa a melhor versão do personagem.

Curiosidades: Foram rodados simultaneamente dois filmes sobre Drácula, um estrelado por Bela Lugosi e outro em versão espanhola e estrelado por Carlos Villarias e Lupita Tovar. Ambos os filmes dividiram os mesmos sets de filmagens, sendo que o filme de Lugosi era rodado durante o dia e a versão espanhola, que foi lançada no mesmo ano, era rodada à noite.
Drácula foi lançado nos cinemas em duas versões, sendo que uma delas era sem som algum, para ser exibida em salas que ainda não estivessem equipadas com sistema de áudio para filmes.
A Universal Pictures, produtora do filme, encomendou ao compositor Philip Glass uma nova trilha sonora para Drácula que foi inserida no filme em seu relançamento em outubro de 1999.

Em Cartaz: Sala P.F Gastal: Usina do Gasômetro: Rua João Goulrt 551, Porto Alegre.



Nenhum comentário: